Livro: “Eric Clapton – A autobiografia”


__________________________________________________________

Autor: Eric Clapton
Editora: Editora Planeta do Brasil
Título Original: Eric Clapton, The autobiography
Ano de Lançamento: 2007
___________________________________________________________

Sinopse da Editora

Eric Clapton é muito mais que um rock star. Apresentou-se ao redor do mundo em shows disputadíssimos e é um artista fundamental no desenvolvimento musical de toda uma era.

Sua maneira de tocar o fez ser chamado de ‘Deus’. Composições como ‘Layla’, ‘Sunshine of your love’, ‘Wonderful tonight’ e ‘Tears in heaven’ são inesquecíveis para várias gerações de fãs de música.

Neste livro, Clapton conta a história de sua viagem profissional e pessoal sem esconder nada, numa das memórias mais arrebatadoras de nosso tempo.
___________________________________________________________

Sinopse do Livro na Editora Planeta do Brasil. http://goo.gl/aLZu1R

Os 100 maiores Guitarristas de todos os tempos.

100 Greatest Guitarists.

A Revista “Rolling Stone” reuniu um seleto grupo de grandes guitarristas e especialistas para indicar quem são os maiores mestres do instrumento em todos os tempos. Depoimentos de Keith Richards sobre Chuck Berry, Eddie Van Halen sobre Eric Clapton, Joe Perry sobre Jimmy Page, Tom Morello sobre Jimi Hendrix, e muito mais.
A lista pode ser encontrada na edição de número 65 da revista, que já está nas bancas em edição de colecionador e com três capas diferentes.
________________________________________________

Segue a lista elaborada pela “Rolling Stone”:

001. Jimi Hendrix
002. Eric Clapton
003. Jimmy Page (Led Zeppelin)
004. Keith Richards (Rolling Stones)
005. Jeff Beck
006. B.B. King
007. Chuck Berry
008. Eddie Van Halen (Van Halen)
009. Duane Allman (The Allman Brothers Band)
010. Pete Townshend (The Who)
011. George Harrison (Beatles)
012. Stevie Ray Vaughan
013. Albert King
014. David Gilmour (Pink Floyd)
015. Freddy King
016. Derek Trucks (The Allman Brothers Band, Tedeschi Trucks Band)
017. Neil Young
018. Les Paul
019. James Burton 
020. Carlos Santana
021. Chet Atkins
022. Frank Zappa
023. Buddy Guy
024. Angus Young (AC/DC)
025. Tony Iommi (Black Sabbath)
026. Brian May (Queen)
027. Bo Diddley
028. Johnny Ramone (Ramones)
029. Scotty Moore (Elvis Presley)
030. Elmore James
031. Ry Cooder
032. Billy Gibbons (ZZ Top)
033. Prince
034. Curtis Mayfield
035. John Lee Hooker
036. Randy Rhoads (Ozzy Osbourne)
037. Mick Taylor (John Mayall’s Bluesbreakers, Rolling Stones)
038. The Edge (U2)
039. Steve Crooper (Booker T. & The MG’s, Otis Redding, Wilson Pickett)
040. Tom Morello (Rage Against the Machine, Audioslave)
041. Mick Ronson (David Bowie, Mott the Hoople)
042. Mike Bloomfield (Bob Dylan, Paul Butterfield Blues Band)
043. Hubert Sumlin (Howlin’ Wolf)
044. Mark Knopfler (Dire Straits)
045. Link Wray
046. Jerry Garcia (Grateful Dead)
047. Stephen Stills (Buffalo Springfield, Crosby Stills Nash & Young)
048. Jonny Greenwood (Radiohead)
049. Muddy Waters
050. Ritchie Blackmore (Deep Purple, Rainbow)
051. Johnny Marr (The Smiths)
052. Clarence White (The Byrds)
053. Otis Rush
054. Joe Walsh (James Gang, Eagles)
055. John Lennon (Beatles)
056. Albert Collins
057. Rory Gallagher
058. Peter Green (John Mayall’s Bluesbreakers, Fleetwood Mac)
059. Robbie Robertson (The Band)
060. Ron Asheton (The Stooges)
061. Dickey Betts (The Allman Brothers Band)
062. Robert Fripp (King Crimson)
063. Johnny Winter
064. Duane Eddy 
065. Slash (Guns N’ Roses)
066. Leslie West (Mountain)
067. T-Bone Walker
068. John McLaughlin (Miles Davis, Mahavishnu Orchestra)
069. Richard Thompson (Fairport Convention)
070. Jack White (White Stripes)
071. Robert Johnson
072. John Frusciante (Red Hot Chili Peppers)
073. Kurt Cobain (Nirvana)
074. Dick Dale
075. Joni Mitchell
076. Robby Krieger (Doors)
077. Willie Nelson
078. John Fahey
079. Mike Campbell (Tom Petty)
080. Buddy Holly
081. Lou Reed (Velvet Underground)
082. Nels Cline (Wilco)
083. Eddie Hazel (Funkadelic)
084. Joe Perry (Aerosmith)
085. Andy Summers (The Police)
086. J Mascis (Dinosaur Jr.)
087. James Hetfield (Metallica)
088. Carl Perkins
089. Bonnie Raitt
090. Tom Verlaine (Television)
091. Dave Davies (The Kinks)
092. Dimebag Darrell (Pantera)
093. Paul Simon
094. Peter Buck (R.E.M.)
095. Roger McGuinn (The Byrds)
096. Bruce Springsteen
097. Steve Jones (Sex Pistols)
098. Alex Lifeson (Rush)
099. Thurston Moore (Sonic Youth)
100. Lindsey Buckingham (Fleetwood Mac)
_________________________________________________

A matéria completa e os comentários sobre cada um dos guitarristas citados, podem ser vistos no site da revista “Rolling Stone”, neste link: http://goo.gl/EeB3q , ou ainda, no site da “Rolling Stone Brasil, neste link: http://goo.gl/pXdcgt

Livro: “ROCK and ROLL – Uma história social”

Livro - ROCK and ROLL, Uma História Social
_______________________________________________

Autor: Paul Friedlander
Editora: Record
Título Original: ROCK AND ROLL – A Social History
Ano de Lançamento: 1996
_______________________________________________

Sinopse da Editora

Crônica cobrindo 30 anos de um dos mais importantes fenômenos de massa do século XX – Paul Friedlander mostra como gospel, o country e o blues influenciaram desde Elvis e Marvin Gaye ao The Who.

O autor revisita a cena do rock clássico, alternativo e do punk-rock traçando a história do gênero musical que já atravessou cinco décadas de sucesso ininterrupto. A força social das melodias do Rock and Roll flui das páginas, enquanto Friedlander analisa todo um movimento histórico-social baseado em hits como Johnny B. Goode e Walk on the wild side.

Em sua viagem musical, Friedlander oferece os harmônicos acordes e notas tocadas por Elvis Presley, The Beatles, The Who, Bob Dylan, Rolling Stones, Eric Clapton, entre outros. Além de oferecer uma visão do universo das principais gravadoras, como Motown, e principais tendências das últimas décadas – new wave, rap, soul e folk.

ROCK AND ROLL: UMA HISTÓRIA SOCIAL retrata os diversos estilos musicais como locações de um gigantesco mapa rodoviário. Ao abri-lo, começa uma viagem de vila a vila, cidade para cidade, parando a cada capítulo para exemplificar cada vertente com seus representantes mais expressivos. Repleto de fatos curiosos, histórias, sons e sentimentos de cada locação, o livro esquadrinha como a sociedade reagiu ao se ver colocada entre o coração da bateria e o chiado das guitarras.

Paul Friedlander – professor no Conservatório de Música da Universidade do Pacífico, nos Estados Unidos – mistura dados menos conhecidos, mas não menos interessantes, da trajetória do rock, ao mesmo tempo em que aponta os fatores que moldaram seus diferentes estilos. Além disso, o autor fornece índice remissivo, notas e discografia, numa pesquisa que destaca Robert Palmer no blues, Dick Hebdige no punk e Tricia Rose no rap. A união do entusiasmo de fã com a capacidade técnica de um professor especializado tem por resultado uma obra definitiva para o entendimento de um dos mais importantes movimentos mundiais, já com mais de cinco décadas de existência. Paul Friedlander foi diretor-assistente do Conservatório de Música da Universidade do Pacífico, na Califórnia, e lecionou História da Música Popular no Lane Community College. Professor na Universidade do Oregon de História do Rock, é membro da Associação Internacional para o estudo da Música Popular.

“O rock and roll é veneno posto no som.” Pablo Casals, violoncelista “Eles [os Beatles] estavam fazendo coisas que ninguém fazia.” Bob Dylan, 1964 “Qualquer vento que estivesse soprando na época, levaria os Beatles também.” John Lennon, 1980 “Rock and roll é somente rhythm and blues. É a mesma música que eu tenho tocado por 15 anos em Nova Orleans.” Fats Domino, 1981 “Para mim rock and roll é música folk. Música de rua. Não se aprende na escola. Tem que ser captada.” Jimmy Page, guitarrista do Led Zeppelin, 1972 “O melhor rock and roll armazena uma alta dose de energia – uma certa raiva – tanto no estúdio quanto ao vivo. É isso, o rock and roll só é rock and roll se não for seguro.” Mick Jagger, citado na Rolling Stone, 1988 “Você pode teorizar o quanto quiser sobre o rock and roll, mas ele é essencialmente uma coisa não intelectual. É música e só!” Jann Wenner, editor-fundador da revista Rolling Stone.
______________________________________________

Sinopse do Livro na Editora Record. http://www.record.com.br/livro_sinopse.asp?id_livro=23024

Livro: “BRock – O rock brasileiro dos anos 80”

Livro - BRock, O rock brasileiro dos anos 80
_____________________________________

Autor: Arthur Dapieve
Editora: Editora 34
Ano de Lançamento: 1995
______________________________________

Sinopse da Editora

O autor foi a fundo no rock brasileiro. Partindo da biografia das principais bandas brasileiras, Arthur Dapieve monta um painel do movimento que mudou a MPB na década de 1980. BRock faz também uma avaliação crítica dos discos e shows mais importantes da época e das perspectivas que a geração de Cazuza e Renato Russo deixou.
______________________________________

Sinopse do Livro na Editora 34. http://goo.gl/6kxllR
Leia a crítica do Livro feita por Alexandre Nagado do Site Omelete. http://goo.gl/me5b6Z

1 148 149 150