Show inédito de Raul Seixas, “Ao vivo no Parque Lage (1985)”, é restaurado. Assista!

O show inédito de Raul Seixas no dia 27 de julho de 1985 no Rio de Janeiro foi restaurado e liberado no perfil oficial do músico no YouTube. “Raul Seixas ao vivo no Parque Lage (1985)”, foi o show de lançamento “Metrô Linha 743”, e marcou a volta de Raul à cidade maravilhosa depois de dois anos ausente, a convite da produtora cultural Maria Juçá, que já havia produzido shows de Raul no histórico Circo Voador, em 1983.
Um Raul calejado e teimoso animou o público com 13 músicas, a maioria seus grandes sucessos, além de “Mamãe Eu Não Queria”, recém lançada e censurada. Acompanhado pelo trio Raízes da América – Don Betto na guitarra, Tony Osanah no baixo e Nelson na bateria, o setlist fala por si. Então… “Boraaa, Toca Raul!!!”


.
https://tffa.org/businessplan/thesis-evidence-graphic-organizer/70/ cialis uk sales top online pills nina turner mlk speech cialis circolazione dissertation font use martin predota dissertation adderall for sale florida frank de groot thesis penegra price in pakistan follow url thesis proposal case study http://www.safeembrace.org/mdrx/what-does-viagra-ice-cream-taste-like/68/ enter https://equalitymi.org/citrate/side-effects-of-synthroid-withdrawal/29/ sample resume with related coursework lasix medical terminology https://zacharyelementary.org/presentation/essay-about-movie-home-alone/30/ go to link here global effexor xr https://smartfin.org/science/donde-comprar-viagra-pfizer/12/ how to bs an essay enter source en mexico se vende viagra sin receta see url descriptive essay on mona lisa https://cadasb.org/pharmacy/acyclovir-effects-on-liver-function/13/ compare and contrats essays source url “Setlist” do Show:

00:00 – Abertura
00:48 – Introdução
02:50 – Aluga-se
05:50 – Rock do Diabo
08:45 – As Aventuras de Raul Seixas na Cidade de Thor
13:04 – Metamorfose Ambulante
17:13 – As Minas do Rei Salomão
20:20 – O Trem das Sete
24:23 – Maluco Beleza
28:16 – Mamãe Eu Não Queria
32:46 – Rock das ‘Aranha’
36:07 – O Carimbador Maluco (Plunct, Plact, Zum)
38:39 – So Glad You’re Mine
41:21 – Roll Over Beethoven
44:18 – Sociedade Alternativa
50:49 – Fala de Maria Juçá
51:32 – Encerramento
.




Os clipes de Rock mais assistidos no YouTube – Playlists

O Canal do Rock fez uma pesquisa na internet e montou 2 playlists com os clipes de rock com mais visualizações no YouTube… Os vídeos mais assistidos do Rock estão alocados da seguinte forma: Playlist 01 (Clipes com mais de 1 bilhão de visualizações) e Playlist 02 (Clipes com número de visualizações entre 500 milhões e 1 bilhão).
São 62 vídeos nas duas playlists e as bandas com mais vídeos entre eles são: Coldplay (7), Guns N’ Roses (5), Linkin Park (4), Queen (4), Bon Jovi (3), System Of A Down (2), AC/DC (2), Evanescence (2) e Red Hot Chili Peppers (2). Lista completa no fim da matéria.

Playlist 01 – Clipes com mais de 1 bilhão de visualizações.

.





.
Playlist 02 – Clipes com número de visualizações entre 500 milhões e 1 bilhão.

Lembrando que a pesquisa só levou em conta vídeos em canais oficiais de bandas, músicos, gravadoras e selos musicais. Os estilos vão do #SoftRock ao #MetalExtremo, e sim, bandas alternativas como A-ha, Coldplay entre outras também estão presentes, como deve ser. O Canal continua pesquisando e incluindo novos vídeos nas playlists, mas você já sabe: Se perceber a falta de algum vídeo, nos avise através de nossas redes sociais.

.





.
As bandas com maior número de vídeos entre os hoje 62 vídeos com mais de 500 milhões de visualizações são:
Coldplay: 7
Guns N’ Roses: 5
Linkin Park: 4
Queen: 4
Bon Jovi: 3
System Of A Down: 2
AC/DC: 2
Evanescence: 2
Red Hot Chili Peppers: 2
a-ha: 1
Nirvana: 1
Arctic Monkeys: 1
The Cranberries: 1
4 Non Blondes: 1
Metallica: 1
Europe: 1
Scorpions: 1
The Police: 1
R.E.M.: 1
No Doubt: 1
Audioslave: 1
Hoobastank: 1
Foster The People: 1
Disturbed: 1
Survivor: 1
Toto: 1
The Verve: 1
3 Doors Down: 1
Panic! At The Disco: 1
Eurythmics: 1
Aerosmith: 1
Roxette: 1
Culture Club: 1
Avril Lavigne: 1
Extreme: 1
Green Day: 1
Bryan Adams: 1
Radiohead: 1
Pink Floyd: 1
Nickelback: 1
.
E tem bônus pra galera: Playlist 03 – Clipes com número de visualizações entre 250 milhões e 500 milhões.

.




Livro: “Listen to my heart”, A autobiografia da vocalista do Roxette.

Autor: Helena von Zweigbergk e Marie Fredriksson
Editora: Belas Letras
Ano de Lançamento: 2021
Tradução: Lucas Reis Gonçalves
Título Original: “Listen to my heart” (2015)

Sinopse da Editora

A jornalista sueca Helena von Zweigbergk e Marie Fredriksson fazem juntas uma verdadeira viagem emocional pela vida de Marie, desde a infância humilde no interior da Suécia, passando pela carreira solo bem-sucedida, o sucesso mundial com o Roxette e o momento da descoberta do tumor cerebral que mudou sua perspectiva sobre o mundo? Uma biografia honesta, na qual Marie abre o coração e conta histórias inéditas e detalhes sobre sua família, seus amores, suas tragédias, sua vida como estrela da música e sua luta contra todas as adversidades.

– Leia e saiba mais no site da Editora Belas Letras.
.





.

Livro: Rob Halford – “Confesso: A autobiografia”

Autor: Rob Halford
Editora: Belas Letras
Ano de Lançamento: 2021
Tradução: Paulo Alves
Título Original: “Rob Halford – Confess: The Autobiography” (2020)

Sinopse da Editora

Rob Halford, líder do Judas Priest, banda de metal icônica em todo o mundo, é um verdadeiro “Deus do Metal”. Confesso, sua aguardada autobiografia, é uma história de rock ‘n’ roll inesquecível – jornada que vai de um conjunto habitacional em Walsall à fama na música, passando pelo alcoolismo, dependência química, cadeia, encontros amorosos malfadados e uma tragédia pessoal desoladora, até chegar na reabilitação, em como se assumiu, se redimiu… e encontrou o amor.

Com o humor britânico autodepreciativo e sarcástico que é a marca registrada de Halford, Confesso conta a história de cinco décadas na indústria da música. Fala também de encontros improváveis com todo tipo de figura, do Super-Homem a Andy Warhol, Madonna, Jack Nicholson e a rainha da Inglaterra. Acima de tudo, é uma celebração do fogo e do poder do heavy metal. Rob Halford decidiu se confessar, porque faz bem para a alma.

– Leia e saiba mais no site da Editora Belas Letras.

– Clique aqui, e leia um trecho do livro.
.





.

Livro: “Lita Ford – Vivendo como uma Runaway”

Autor: Lita Ford
Editora: Belas Letras
Ano de Lançamento: 2021
Tradução: Aline Naomi Sassaki
Título Original: “Lita Ford – Living Like a Runaway: A Memoir” (2014)

 

Release da Editora Belas Letras

Empunhando sua inconfundível guitarra preta, Lita Ford destruiu os estereótipos de mulheres na música ao longo dos anos 1970 e 1980. Começou na primeira banda de rock feminina do mundo, The Runaways, depois partiu para uma carreira solo, conquistou um álbum de platina e dividiu o sucesso com Ramones, Van Halen, Mötley Crüe, Bon Jovi, Def Leppard, Poison e outros – e deu a Ozzy Osbourne seu primeiro sucesso no Top 10. Depois disso, a mãe do metal viveu mais de uma década de silêncio e escuridão, um casamento tumultuado que a deixou com a sensação de estar aprisionada e também isolada da cena do rock – e, de forma mais trágica – alienada de seus dois filhos. Mas ela não estava preparada para ir embora dos palcos definitivamente.

Vivendo como uma Runaway é um mergulho transparente, eletrizante e, por vezes, devastador nas fantasias e na – frequentemente muito dura – realidade do rock’n’roll e da vida. Lita Ford revela a trajetória de uma pioneira que transformou rivais desconfiados ou assustados em colegas. E hoje é celebrada como “a primeira heroína da guitarra do rock pesado” (Washington Post).

– Leia e saiba mais no site da Editora Belas Letras.

– Clique aqui, e leia um trecho do livro.

.





.

Livro: “Jim Morrison: Ninguém sai vivo daqui”

Autores: Danny Sugerman e Jerry Hopkins
Editora: Belas Letras
Ano de Lançamento: 2021
Tradução: Renato Rezende
Título Original: “No One Here Gets Out Alive” (1980)

 

Sinopse da Editora

O fundador do The Doors protagonizou uma das histórias mais emblemáticas do rock, uma tragédia moderna que o elevou à condição de lenda. Carismático, brilhante, genial e genioso, Jim rejeitou todas as formas de autoridade e, como um explorador obcecado, testou “os limites da realidade para ver o que aconteceria”. Escrito por um dos confidentes e assessores dos Doors, que conseguiu um emprego no escritório da banda aos 13 anos, para responder carta de fãs, e compartilhou da intimidade de Jim Morrison como poucos – a ponto de o próprio Jim tê-lo incentivado a escrever sobre música – Ninguém sai vivo daqui tornou-se o livro mais cultuado de todos os tempos sobre o The Doors, com mais de 2 milhões de exemplares vendidos. “A biografia mais importante do The Doors, que serviu de inspiração para o aclamado filme de Oliver Stone de 1991” (Rolling Stone).

– Leia e saiba mais no site da Editora Belas Letras.

– Clique aqui, e leia um trecho do livro.

 

O livro já foi lançado no Brasil em 2013 pela “Editora Novo Século”, e tinha como título: “Ninguém Sai Vivo Daqui – Biografia Jim Morrison”.

Sinopse do lançamento de 2013 pela Editora Novo Século.

Conheça a vida, a arte e os segredos de Jim Morrison, protagonista de uma das mais impressionantes tragédias modernas. A biografia Ninguém sai vivo daqui é o resultado de sete anos de escrita, e mostra em toda sua complexidade o cantor, filósofo, poeta, delinquente e fundador do The Doors. Escrito por Jerry Hopkins, autor de Elvis: the biography, e Danny Sugerman, confidente e assessor dos Doors, o livro tornou-se best-seller do The New York Times, com mais de 2 milhões de exemplares vendidos e serviu como principal fonte do filme de Oliver Stone, The Doors .

– Clique aqui, e leia um trecho do livro, dessa edição de 2013.

1 2 3 121