Os 50 Maiores Álbuns do Grunge. – Discos de Rock

50 Greatest Grunge Albums.

A revista “Rolling Stone” divulgou ontem em seu site, a lista dos 50 maiores álbuns do grunge. A lista, segundo a revista, abrange clássicos, essenciais do underground e álbuns que influenciaram o estilo, e foi elaborada em comemoração aos “25 anos do Ano de 1994”, já que, 1994 foi o ano da morte de “Kurt Cobain” e também, a última vez que o grunge dominou o mainstream com álbuns das bandas Alice in Chains, Soundgarden, Stone Temple Pilots, Nirvana e Pearl Jam atingindo os primeiros lugares nas paradas.

Veja também:  Os 40 melhores álbuns do Punk de todos os tempos.

Veja também:  Os 50 melhores álbuns de Rock Progressivo de todos os tempos.

Segue a lista:

01. Nirvana, ‘Nevermind’ (1991)
02. Soundgarden, ‘Badmotorfinger’ (1991)
03. Pearl Jam, ‘Ten’ (1991)
04. Hole, ‘Live Through This’ (1994)
05. Mudhoney, ‘Superfuzz Bigmuff’ (1990)
06. Alice in Chains, ‘Dirt’ (1992)
07. Temple of the Dog, ‘Temple of the Dog’ (1991)
08. Nirvana, ‘In Utero’ (1993)
09. Soundgarden, ‘Superunknown’ (1994)
10. Pearl Jam, ‘Vs.’ (1993)
11. Stone Temple Pilots, ‘Core’ (1992)
12. Smashing Pumpkins, ‘Siamese Dream’ (1993)
13. Nirvana, ‘Bleach’ (1989)
14. Alice in Chains, ‘Facelift’ (1990)
15. L7, ‘Bricks Are Heavy’ (1992)
16. Melvins, ‘Houdini’ (1993)
17. Screaming Trees, ‘Sweet Oblivion’ (1992)
18. Mad Season, ‘Above’ (1995)
19. ‘Singles: Original Motion Picture Soundtrack’ (1992)
20. Green River, ‘Dry as a Bone’ (1987)
21. Jerry Cantrell, ‘Degradation Trip’ (2002)
22. Various Artists, ‘Deep Six’ (1986)
23. Soundgarden, ‘Ultramega OK’ (1988)
24. Stone Temple Pilots, ‘Purple’ (1994)
25. Melvins, ‘Bullhead’ (1991)
26. Smashing Pumpkins, ‘Mellon Collie and the Infinite Sadness’ (1995)
27. Babes in Toyland, ‘Spanking Machine’ (1990)
28. Soundgarden, ‘Louder Than Love’ (1989)
29. Green River, ‘Come on Down’ (1985)
30. Wipers, ‘Youth of America’ (1981)
31. Tad, ‘8-Way Santa’ (1991)
32. Smashing Pumpkins, ‘Gish’ (1991)
33. Babes in Toyland, ‘Fontanelle’ (1992)
34. 7 Year Bitch, ‘¡Viva Zapata!’ (1994)
35. Paw, ‘Dragline’ (1993)
36. Neil Young and Crazy Horse, ‘Ragged Glory’ (1990)
37. L7, ‘Smell the Magic’ (1990)
38. The Fluid, ‘Purplemetalflakemusic’ (1993)
39. The Gits, ‘Enter: The Conquering Chicken’ (1994)
40. Mudhoney, ‘Every Good Boy Deserves Fudge’ (1991)
41. Soundgarden, ‘Screaming Life’ (1987)
42. Alice in Chains, ‘Jar of Flies’ (1994)
43. Black Flag, ‘My War’ (1984)
44. Skin Yard, ‘Hallowed Ground’ (1989)
45. The Stooges, ‘Fun House’ (1970)
46. Veruca Salt, ‘American Thighs’ (1994)
47. The U-Men, ‘Step on a Bug’ (1988)
48. Fecal Matter, ‘Illiteracy Will Prevail’ (1986)
49. Toadies, ‘Rubberneck’ (1994)
50. Mother Love Bone, ‘Apple’ (1990)

Clique aqui, e veja a matéria completa e os comentários sobre cada álbum no site da revista “Rolling Stone”.

Livro: “Alice in Chains: a história não revelada”


__________________________________________________________

Autor: David de Sola
Editora: Edições Ideal
Título Original: “Alice in Chains: The Untold Story”
Tradutor: Paulo Alves
Ano de Lançamento: 2016
___________________________________________________________

Sinopse da Editora

O Alice in Chains esteve entre as vozes mais altas de Seattle. Foram pioneiros icônicos que mesclaram o grunge ao metal de maneiras que continuam a influenciar os artistas contemporâneos, e sua história envolve trabalho duro, autodestruição, um renascimento das cinzas e o prosseguimento de um legado duradouro.

Quatro anos depois de seus integrantes se reunirem pela primeira vez num depósito sob a Ballard Bridge, em Seattle, o Alice in Chains se tornou o primeiro dos quatro gigantes do grunge – antecedendo o Nirvana, o Pearl Jam e o Soundgarden – a conseguir um disco de ouro e alcançar reconhecimento nacional. Com o carismático Layne Staley ao microfone, se tornaram uma das mais influentes e bem-sucedidas bandas provindas da cena musical de Seattle. Porém, à medida que a banda crescia, cresciam também seus problemas.

O renomado jornalista David de Sola se aventura sob os segredos, as fofocas e os rumores em torno da banda para contar sua história completa pela primeira vez. Baseando-se numa vasta gama de entrevistas com pessoas com conhecimento direto sobre a banda, muitas das quais falaram em público pela primeira vez, o autor explora como as drogas quase destruíram a banda e levaram as vidas de Staley e do baixista original, Mike Starr, e relata a ressurreição da banda com o novo vocalista, William DuVall.

Dos esforços anônimos até o topo das paradas com hits como “Would?”, “Man in the Box” e “Rooster”, Alice in Chains: a história não revelada mostra os membros da banda não como caricaturas de rock stars, mas como seres humanos brilhantes, imperfeitos e dotados de nuances, cujos anos de trabalho duro levaram ao sucesso que pareceu chegar da noite para o dia e mudou a cultura musical para sempre.

– Leia e saiba mais no site da Edições Ideal. => https://goo.gl/5BIRJF
___________________________________________________________

Leia um trecho do livro:

Livro: “Pearl Jam 20”


__________________________________________________________

Autor: Pearl Jam
Editora: Editora Best Seller
Título Original: “Pearl Jam Twenty” (2011)
Ano de Lançamento: 2015
Tradução: Rodrigo Tavares de Moraes
___________________________________________________________

Sinopse da Editora

Pela primeira vez na história, os integrantes do Pearl Jam se reuniram para narrar as suas próprias versões dos fatos que dizem respeito à banda.
Com muita perspicácia, paixão e franqueza, Eddie Vedder, Jeff Ament, Stone Gossard, Mike McCready e Dave Krusen relatam o passo a passo que percorreram, desde a primeira jam session em Seattle, até a ascensão ao topo das paradas com o álbum “Backspacer”. Os músicos ainda revelam o processo criativo que atravessam, além de detalhes pouco conhecidos de sua trajetória, comentando episódios polêmicos e mal esclarecidos, como a tragédia de Roskilde e a batalha contra a Ticketmaster. A partir dos depoimentos íntimos de cada um dos elementos do grupo e dos comentários de amigos e familiares, o leitor perceberá como o Pearl Jam consegue se manter relevante desde 1990, já tendo vendido mais de 60 milhões de discos ao redor do mundo.
Esse livro, que também conta com um prefácio escrito por Cameron Crowe, é uma leitura indispensável aos fãs e aos simpatizantes da banda.
___________________________________________________________

Sinopse do Livro na Editora Best Seller. http://goo.gl/Pd3zaL

Livro: “Mais Pesado Que o Céu, Uma Biografia de Kurt Cobain”

Autor: Charles R. Cross
Editora: Globo
Título Original: “Heavier Than Heaven: A Biography of Kurt Cobain”
Tradutor: Cid Knipel
Ano de Lançamento: 2005
___________________________________________________________

Release da Editora

“Mais Pesado Que o Céu” apresenta a vida singular de Kurt Cobain, o mítico líder do Nirvana, banda que revolucionou o estagnado mundo da música pop no início da década de 1990, com o lançamento do clássico álbum Nevermind.
Em capítulos que evoluem em ordem cronológica, Charles Cross traça a vida de Cobain desde sua infância, quando ele morava no interior de um trailer numa cidade perdida do estado de Washington, até a conquista da fama, do sucesso e da adoração de toda uma legião de fãs.
“Mais Pesado Que o Céu” revela os dramas familiares que instigaram a criatividade musical de Cobain, a história da geração que moldou seu caráter e sensibilidade, detalhes do vício pela heroína, os planos suicidas e seu estranho e conturbado caso de amor com Courtney Love. Analisando relatos médicos e policiais, e cartas do próprio músico, Charles Cross também revela fatos novos sobre a saúde de Cobain, sua depressão e seus últimos dias.

.
– Leia e saiba mais no site da Editora Globo. => https://goo.gl/FUb6UY