Pitty lança o EP “Casulo”, e aposta na versatilidade de estilos.

(Foto: Pitty por Otavio de Souza)

Chegou hoje nas plataformas de música “Casulo”, o primeiro lançamento do selo de mesmo nome criado pela cantora e compositora Pitty, com o intuito de lançar produções que venham a acontecer paralelamente a seu trabalho solo.Tanto o EP quanto o selo foram batizados com o mesmo nome de um quadro dentro da programação de seu canal na plataforma Twitch durante o ano de 2021. No programa Casulo Musical ela recebeu artistas convidados e criou com eles, ali mesmo na hora e ao vivo, músicas inéditas. Para ela, algo completamente novo e surpreendente.“O processo de criação foi tão diferente, liberto, fora do comum, para mim e pra geral que participou. Um aprendizado que ainda não consigo mensurar, mas percebo a cada coisa que botamos no mundo do projeto, cada vez que eu vejo as imagens, ouço as músicas, quando penso nesses artistas incríveis e o quanto fluímos juntos nessa aventura. Já curtia o som de cada uma e cada um deles, e agora sou fã dessas pessoas também” – comentou Pitty.Desses encontros saíram 4 faixas que compõem o EP: “Diamante” (Pitty/ Drik Barbosa/ Weks), que ganhou um clipe que chega junto com o EP, “Busca Implacável” (Pitty/ Badsista/ Jup do Bairro), “Diário” (Pitty/ Monkey Jhayam/ Mau/ Bruno Buarque/ Cris Scabello) e “Simplesmente Fluir” (Pitty/ Pupillo).Faixa a faixa1. “Diamante” (Pitty/ Drik Barbosa/ Weks)“Foi uma experiência muito legal compor a música de forma coletiva, ao vivo, com Pitty e o produtor Weks, sendo acompanhados na Twitch e o resultado acabou ficando com a energia da troca que rolou entre a gente. A mensagem de “Diamante” também é muito importante. Eu e Pitty partimos da dificuldade que nós, mulheres, enfrentamos no mercado da música. A letra é sobre as dores que a gente sente, as barreiras que enfrentamos para viver nesse mundo. Espero que outras mulheres se sintam fortificadas ao ouvir essa música” – declarou  Drik Barbosa.2. “Busca Implacável” (Pitty/ Badsista/ Jup do Bairro)“O trabalho da Pitty sempre foi uma referência para mim Hoje, quase 20 anos depois, criamos “Busca Implacável” nesse casulo de possibilidades. Tudo isso está sendo um aprendizado sem tamanho pra mim. Conheci a Priscilla, uma mulher extremamente generosa, inteligente, dominatrix das palavras, uma audição de longo alcance (em todos os sentidos) é uma pessoa extremamente presente ao seu tempo-agora. Essa canção é um dos maiores presentes que a música poderia me dar. Ela fala de fuga, desejo e insegurança, principalmente em relação à imagem. A busca de uma estética que não seja estática, caduca ou simplesmente ameaçadora. Compor essa faixa com a Pitty sob a instrumentalização de Badsista e guitarra de Martin, me faz pensar no futuro como uma extensão do presente. O Casulo me fez lembrar de mim lá atrás, uma criança tão sonhadora que, vai saber o porque, deixou de sonhar tão precocemente. Voltei a sonhar e realizei um sonho. Sou toda agradecimento” – declarou Jup do Bairro.3. “Diário” (Pitty/ Monkey Jhayam/ Mau/ Bruno Buarque/ Cris Scabello)“Há um tempo eu já estava querendo fazer alguma parceria com a Pitty e por coincidência estava trabalhando num instrumental que o Mau, Bruno e Cris, integrantes da banda Rockers Control, haviam me mandado. Eu ia convidá-la para participar quando recebi o email me chamando para participar do projeto Casulo. Cheguei com algumas ideias e ela gostou. Foi uma experiência incrível essa vivência de estúdio junto com a Pitty, de gravar as vozes, escrever a letra, ver de perto e aprender como ela trabalha, tudo isso ao vivo com os fãs dando opiniões e sugestões sobre a música. O verso que ela criou ali no momento, assim como a ponte no meio do som, era tudo que faltava pra música fazer sentido e fechar perfeitamente a ideia. Deu match total, lembro que ao sair do estúdio fiquei impressionado como aquilo tinha que acontecer exatamente do jeito que aconteceu. Se já era fã dela como artista, cantora e compositora, depois desse dia me tornei um super fã da pessoa” – disse Monkey Jhayam.4. “Simplesmente Fluir” (Pitty/ Pupillo)“Quando Pitty fez o convite, eu prontamente já comecei uma base do zero e mandei para ela. Acabou ficando uma faixa toda em cima de sintetizadores e decidimos manter assim, sem gravar guitarra, tanto pelo caráter subversivo, como para fazer uma menção a alguns discos de rock que foram feitos na década de 70, como os discos do Gary Numan. Foi feita para ela. Fiz pensando nela e ainda tive o privilégio de vê-la abrindo as pastas de letras dela. Isso é uma coisa tão pessoal e íntima que para mim foi um privilégio a gente poder escolher temas que tinham a ver com a base. Foi uma honra pela importância do projeto, celebrar nossa amizade, admiração mútua, afinidades musicais e ideológicas” – comenta Pupillo.

follow link click follow site https://brethrenwoods.org/argumentative-essay-topics-about-television/ https://awakenedhospitality.com/buy/efficacit-viagra-50-mg/30/ individual identity essay allergische reactie amoxicilline molecula do sildenafil http://archive.ceu.edu/store.php?treat=efectos-de-una-sobredosis-viagra-for-the-brain cialis su funcion class action on lawsuit for viagra https://abt.edu/bestsellers/viagra-getting-pregnant/22/ levitra effective dose accutane ibuprofen interaction https://eagfwc.org/men/viagra-out-your-system/100/ https://doceremedspa.com/mgpills/sitestonermoldingcom-cialis/86/ que tan efectiva es la cialis https://shilohchristian.org/buy/bell-breaking-cera-essay-industrial-organization-regulation-research-study-up/54/ aqa english literature spec b coursework go site motilium y diarrea womens viagra wikipedia nonprescriptionlevitra get link essay about my future job lasix 53 cents glucotrol xl 5mg generic cialis essays on old testament history and religion sample personal narrative essay thought provoking essays https://drtracygapin.com/erections/clomid-money-order-in/25/ see url Ouça o álbum no Spotify:

Ouça também em outras plataformas de Streaming.

Artista: Pitty
Álbum: Casulo (EP)
Lançamento: 07/01/2022

 

Veja o videoclipe de “Diamante”

Saiba mais sobre a “Pitty” nas redes sociais:

Facebook: facebook.com/PittyOficial
Instagram: instagram.com/pitty
Twitter: twitter.com/Pitty
Site: pitty.com.br
.
(Fonte: Batucada Comunicação)
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***
.



Celebrando 40 anos, a banda Camisa de Vênus lança seu novo álbum de inéditas: “Agulha no Palheiro”

(Foto: Banda Camisa de Vênus por Rui Mendes)

Release – (Camisa de Vênus – Agulha no Palheiro)

Do seu início nos longínquos anos 1980 até os dias de hoje, o Camisa de Vênus sempre se pautou por textos com grande intensidade poética e também, muitas vezes, pontuados por sarcasmo e ironia. A sonoridade agressiva e muito intuitiva (outra característica do grupo) foi acrescida de um refinamento musical bastante perceptível desde o lançamento do disco “Dançando na Lua” em 2016.

Agora, comemorando 40 anos de existência, o Camisa de Vênus vem com seu mais recente álbum de inéditas: “Agulha no Palheiro”. Produzido por Marcelo Nova e Drake Nova, e gravado durante a pandemia, o novo trabalho contém algumas letras que abordam o assunto sem reservas, como é do estilo do autor de todas elas, o vocalista e líder Marcelo Nova. Na contramão dos compositores e músicos brasileiros que simplesmente ignoram o assunto como se ele não existisse (provavelmente com medo de polêmicas que os fariam perder pontos e likes da turma das redes sociais), o Camisa de Vênus bate de frente com o politicamente correto em alguns momentos do disco.

No meio disso tudo, duas baladas de tirar o fôlego com o baixista Robério Santana e o baterista Celinho “Cadillac” Glouster demonstrando o quão importante é para uma banda ter uma ótima cozinha. E nas horas em que o rock come solto, as guitarras de Drake Nova e Leandro Dalle mostram porque eles são considerados a grande dupla de guitarristas do rock brasileiro.

Para somar ainda mais à essa celebração de quatro décadas de história da banda, o álbum será lançado no dia 16/08/21, aniversário de ambos os fundadores do grupo, Robério Santana e Marcelo Nova, este que completa 70 anos na data.

Ouça o álbum no Spotify:

Ouça também no Deezer.

Banda: Camisa de Vênus
Álbum: Agulha no Palheiro
Lançamento: 16/08/2021

Camisa de Vênus é:

Marcelo Nova – vocal e guitarra
Robério Santana – contrabaixo
Drake Nova – guitarras, violões, órgão, piano, cigar box, backing vocals
Leandro Dalle – guitarras, violões, backing vocals
Celio Glouster – bateria

 

Veja outras matérias, álbuns e músicas da banda “Camisa de Vênus” no Canal do Rock.

 

Saiba mais sobre a banda “Camisa de Vênus” nas redes sociais:

Facebook: facebook.com/camisadevenusoficial
Instagram: instagram.com/camisadevenusoficial
Site: camisadevenusoficial.com.br

 

(Fonte: Site e Facebook oficiais da banda)
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***
.




Show inédito de Raul Seixas, “Ao vivo no Parque Lage (1985)”, é restaurado. Assista!

O show inédito de Raul Seixas no dia 27 de julho de 1985 no Rio de Janeiro foi restaurado e liberado no perfil oficial do músico no YouTube. “Raul Seixas ao vivo no Parque Lage (1985)”, foi o show de lançamento “Metrô Linha 743”, e marcou a volta de Raul à cidade maravilhosa depois de dois anos ausente, a convite da produtora cultural Maria Juçá, que já havia produzido shows de Raul no histórico Circo Voador, em 1983.
Um Raul calejado e teimoso animou o público com 13 músicas, a maioria seus grandes sucessos, além de “Mamãe Eu Não Queria”, recém lançada e censurada. Acompanhado pelo trio Raízes da América – Don Betto na guitarra, Tony Osanah no baixo e Nelson na bateria, o setlist fala por si. Então… “Boraaa, Toca Raul!!!”


.
“Setlist” do Show:

00:00 – Abertura
00:48 – Introdução
02:50 – Aluga-se
05:50 – Rock do Diabo
08:45 – As Aventuras de Raul Seixas na Cidade de Thor
13:04 – Metamorfose Ambulante
17:13 – As Minas do Rei Salomão
20:20 – O Trem das Sete
24:23 – Maluco Beleza
28:16 – Mamãe Eu Não Queria
32:46 – Rock das ‘Aranha’
36:07 – O Carimbador Maluco (Plunct, Plact, Zum)
38:39 – So Glad You’re Mine
41:21 – Roll Over Beethoven
44:18 – Sociedade Alternativa
50:49 – Fala de Maria Juçá
51:32 – Encerramento
.




“Noites Infinitas” é o novo e sexto álbum de estúdio da banda alternativa paulista “WRY”.

(Foto: Banda WRY por Ana Érica)

Noites Infinitas é o nome do novo álbum do WRY que traz dez faixas, em português e inglês, e chega nas plataformas digitais do mundo todo em 30 de Outubro de 2020. É o primeiro pela Overseas Artists Recordings (OAR), e sexto de estúdio da banda.

A inspiração desse trabalho partiu dos desafios que se enfrenta em uma cidade ultra conservadora como Sorocaba. As músicas exploram temas de ansiedade, desespero e caminhos não convencionais em direção à esperança enquanto se vive no mundo dividido de hoje.

As músicas, todas inéditas, foram compostas a partir de 2017, com algumas coisas que vieram um pouco antes. Todo o material foi ensaiado no próprio estúdio da banda, Deaf Haus, que foi onde em 2019, o arranjaram e gravaram. Como o espaço pertence a banda, não teve pressão alguma e o grupo conseguiu, divididos em vários períodos durante o ano, finalizar o trabalho. A produção é assinada pelo vocalista e guitarrista, Mario Bross. A mixagem e masterização foram feitas por João Antunes entre janeiro e março de 2020. 

 

Nossa Opinião: A banda WRY é um dos grandes nomes do rock alternativo independente brasileiro, inclusive, o álbum Flames in the Head de 2005 está em nossa lista de melhores álbuns nacionais dos anos 2000 e anos 2010. Noites Infinitas é primeiro álbum de estúdio do grupo em 11 anos e mantém a tradição da banda que surfa na onda do Post-Punk, do Shoegaze e do rock alternativo. Com 10 canções bem arranjadas, onde as guitarras são presença marcante, a banda aborda temas como ansiedade, polarização da sociedade, conservadorismo, conflitos internos e crises existenciais. Noites Infinitas é mais uma obra marcante, que soa atual e mostra que WRY tem muito a contribuir com rock nacional.

Ouça o álbum no Spotify:

Banda: WRY
Álbum: Noites Infinitas
Lançamento: 30/10/2020

Gravado no estúdio Deaf Haus em Sorocaba/SP, por João Antunes e Luciano Marcello. Assistentes de estúdio e gravação, William Leonotti e Marcel Marques.
Mixado e masterizado por João Antunes.
Produzido por Mario Bross.
Design da capa do álbum por Denis Matsunaga.
Foto da capa por Chris Justtino. Fotos da banda Ana Érica

Faixas

01. Travel
02. Tumulto, barulho e confusão
03. Morreu a esperança
04. I feel invisible
05. Man in the mirror
06. Uma pessoa comum
07. Absoluta incerteza
08. Weapon in my hand
09. I can change
10. Desculpe-me por ser assim

O WRY é:

Mario Bross (vocal, guitarra e synth)
Luciano Marcello (guitarra e backing vocal)
William Leonotti (baixo e backing vocal)
Ítalo Ribeiro (bateria e backing vocal)

Veja outras matérias, álbuns e músicas da banda “WRY” no Canal do Rock.

História da Banda:

WRY nasceu em Sorocaba/SP em 1994, e no mesmo ano debutou na cena independente no Festival Juntatribo II em Campinas/SP. Sob a influência de bandas como The Jesus and Mary Chain, Sonic Youth e My Bloody Valentine, lançaram em fevereiro de 1995, seu primeiro trabalho a demo-tape intitulada Morangoland. Desde então, até 2009, mantiveram uma carreira ativa entre álbuns e shows pelo Brasil e Inglaterra. Depois de um hiato que durou de 2010 a 2014 voltaram a lançar material inédito, compilações, videoclipes e a fazer turnês, incluindo novos shows pela Inglaterra, Portugal, Espanha e Brasil.

Discografia:

Álbuns – Noites Infinitas (2020); She Science (2009); National Indie Hits (2008); Flames in the Head (2005); Heart-Experience (2000); Direct (1998)

Eps – Deeper in a Dream (2014); Whales and Sharks (2007); Come and Fall (2004)

Singles – Under your Skin (2018); She’s Falling (2017); Life is Like a Dream (2017); Sister/Different from me (2007).

Compilações – Whales, Sharks and Dreams (2015)

Conheça mais sobre a banda “WRY” nas redes sociais:

Facebook: facebook.com/WRYMUSIC
Instagram: instagram.com/wrymusic
Twitter: twitter.com/wry
Site e loja: www.wrymusic.online

(Fonte: Francine Ramos, Assessoria de Imprensa)
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***
.




Marenna-Meister estreia videoclipe da faixa “I Don’t Wanna Lose You”.

Marenna-Meister, novo projeto do cantor Rod Marenna (Marenna) e do guitarrista Alex Meister (ex-Pleasure Maker/Alex Meister Solo), estreia o novo videoclipe de “I Don’t Wanna Lose You”. A faixa faz parte do debut álbum “Out Of Reach”, que foi lançado dia 28 de Setembro pelo selo dinamarquês Lions Pride Music e já está disponível em todas as plataformas digitais. O disco apresenta 10 faixas extremamente poderosas com a energia Hard Rock e Hair Metal dos anos 80.

Veja outras matérias, álbuns e músicas da banda “Marenna-Meister” no Canal do Rock.

Confira o vídeo abaixo:

..





..

Veja outras matérias, álbuns e músicas da banda “Marenna-Meister” no Canal do Rock.

Conheça mais sobre a banda “Marenna-Meister” nas redes sociais:

Facebook: facebook.com/MarennaMeister
Instagram: instagram.com/marenna_meister/

 

(Fonte: Jéssica Marinho, Assessoria de Imprensa)
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***




Conheça a banda paulista “Mars Addict” e seu álbum de estreia “Lamecoaster”.

(Foto: Banda Mars Addict por Ana Montecinos)

O álbum “Lamecoaster” apresenta os dois pilares em que a banda se apoia: a intensidade de bandas Punk como RAMONES, RANCID, INOCENTES, FLICTS e a melodia de bandas da origem do Rock’n’Roll, como BEATLES e ROLLING STONES. O repertório foi composto pelos guitarristas e vocalistas Daniel Capanga e Drix Barsali, arranjado com ajuda do baixista Rolf Amaro e do baterista Rodrigo Araújo.

São dez faixas que vão do ritmo de baile dos anos 60, como em “Scared 2” e “Snowboarding With My Dealer”, ao hardcore “One Heartbeat”, um hino pró-união e tolerância. O peso aparece na trilha sonora do apocalipse zumbi “Chainsaw Hedgemaze Mayhem”. Ainda há espaço para os sentimentos, seja saudade da escola (Back to School), saudades dos que já se foram (In My Head), o amor quando está no auge (Chibi e Not Your Song) e quando está no fim, como na faixa-título e na já clássica I’m Not Ok. A diferença de ritmos e temas faz com que as músicas se complementem e protejam o ouvinte do tédio.

 

Nossa Opinião: A banda honra a escola Punk e nos presenteia com um álbum intenso e que vai agradar fãs de bandas como Green Day, Rancid e Sum-41… Com composições variadas, temas diversos e um som que não se limita aos três acordes, a banda manda muito bem, com as guitarras preenchendo bem os espaços, os vocais seguros e o bom trabalho de bateria e baixo dão o equilíbrio necessário para que as 10 boas canções soem coesas. A banda trilha os primeiros passos, mas mostra que tem futuro e melhor ainda, que o Punk está bem vivo.

..





..

Banda: Mars Addict
Álbum: Lamecoaster
Lançamento: 08/04/2020

O disco foi gravado no estúdio Dual Noise (em São Paulo/SP) e produzido pela própria banda. Rogério Wecko cuidou da gravação, mixagem e Masterização.

Arte: Gavisaurio e Drix Barsali
Fotos: Ana Montecinos

Faixas

01. Lamecoaster
02. In My Head
03. I’m Not Ok
04. Scared 2 (participação de Monique Gusmão)
05. Chibi
06. Not Your Song
07. Back to School
08. Snowboarding With My Dealer (participação: Kiko Maximo nos backing vocals)
09. Chainsaw Hedgemaze Mayhem
10. One Heartbeat

Músicas (01, 04, 06, 07, 08 e 10) de “Drix Barsali”
Músicas (02, 03, 05 e 09) de “Daniel Capanga”.

O Mars Addict é:

Daniel Capanga – Guitarra e Vocal
Drix Barsali – Guitarra e Vocal
Rolf Amaro – Baixo
Rodrigo Araújo – Bateria
Hebert O´liveira – Guitarra

(O Drix não mora mais no Brasil, mas continua trabalhando com a banda; Hebert O’liveira cuida da segunda guitarra agora)

 

Ouça o álbum no Spotify

O Mars Addict foi formado em São Paulo em janeiro de 2018 e já lançou os EP’s “Starter Pack (2018)”, “Drix Goes to Italy (2019)” e o single “Snowboarding With My Dealer (2018)”. A banda já teve o prazer de tocar em casas clássicas da cena paulistana como o Feeling Music Bar, Jay Club e Underground Club. Também se apresentou na Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha, importante centro cultural da periferia da Zona Norte de São Paulo, e no festival Garage Sounds em Santos (SP), ao lado de nomes de destaque do cenário independente brasileiro como Hateen, Gloria, Surra, Molho Negro, entre outros.

Conheça mais sobre a banda “Mars Addict” nas redes sociais:

Facebook: facebook.com/marsaddict/
Instagram: instagram.com/mars.addict/

(Fonte: Rolf Amaro, baixista da Mars Addict)
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***
.




1 2 3 14