Malabaristas de Semáforo: A banda carioca lança “Lado B”, seu álbum de estreia.

O trio carioca Malabaristas de Semáforo mostra a potência de seu rock sem firulas e direto ao ponto no álbum de estreia, “Lado B”. O trabalho entrega uma banda já experiente pelos cinco anos de estrada, ao mesmo tempo que olha para o panorama atual e explora temáticas sociais, políticas e culturais. O disco, com 10 faixas e produção de Celo Oliveira, já está disponível nos principais serviços de streaming, em um lançamento do selo Caravela.
Formado por Fabrício Cardozo (bateria), Pedro Grisolia (guitarra) e Cleber ST (voz e baixo), o Malabaristas de Semáforo é a união de três novos talentos do rock brasileiro: o baterista incontrolável; o guitarrista prodígio e o músico e letrista inquieto por vocação.

Malabaristas de Semáforo por Laura Grisolia(Foto:Malabaristas de Semáforo por Laura Grisolia)

O título do álbum remete não apenas a um lado oposto, mas também ao espontâneo, autêntico e intrínseco. Estampando essa ideia na arte de capa, a banda aponta para o seu lado mais “alternativo” e menos comercial, indo na direção contrária da indústria que, desde os LPs e cassetes, privilegia os singles e canções mais radiofônicas, em detrimento das demais. Nesse caso, o lado B é a verdadeira essência da Malabaristas de Semáforo.
“O conceito do álbum foi explorar nossa diversidade sonora, a sinceridade de composições simples, num paralelo a uma viagem de montanha russa – alternando momentos de tensão e adrenalina com momentos de calmaria e alívio, numa simultânea busca por reflexão através de letras secas e diretas”, define o vocalista, baixista e fundador da banda, Cleber ST.
Essa viagem começa pelo single “Tédio”, que tem em sua letra um jeito de tarde de domingo, em contraste com a sonoridade embalada pelo stoner rock. A canção foi a primeira do álbum a ganhar um vídeo. Em seguida, “Homem Invisível” aborda a sensação de não-pertencimento quando não se tem voz. Ela abre as portas para “Normose”, single mais recente que denuncia a inércia diante dos comportamentos ditados responsáveis por eliminar originalidade e individualidade. A faixa ganhou um lyric video que traz cenas de um cotidiano controlado.
Essa noção de manipulação e alienação segue em “Feno”, remetendo à domesticação, à letargia de quem se alimenta das mesmas fontes sem questioná-las. A única solução é “Vamos Pra Rua Lutar”, no espírito de decepção com o sistema e da vontade de virar o jogo. “Mais” traz a noção de que a ganância nos cega para as coisas livres e simples da vida. “Sua Sorte” promove a ideia de ser protagonista da sua própria jornada do herói, enquanto “Anônimo” desconstrói a importância do indivíduo diante da sociedade. “Pretérito Perfeito” é um olhar no espelho e o entendimento de que desistir não é uma opção, encerrando com “O que for”, aconteça o que acontecer.

Veja o clip da Música “Tédio”.

 

https://i0.wp.com/canaldorock.com.br/wp-content/uploads/2018/07/2018-Malabaristas-de-Semáforo-Lado-B.jpg?w=860&ssl=1

Álbum: Lado B
Lançamento: 20/07/2018
Gravado no Kolera Homestudio
Mixado e masterizado por Celo Oliveira
Produzido por Celo Oliveira e Cleber ST

Tracklist
01.Tédio
02.Homem Invisível
03.Normose
04.Feno
05.Vamos Pra Rua Lutar
06.Mais
07.Sua Sorte
08.Anônimo
09.Pretérito Perfeito
10.O Que For

 

Ouça o Álbum no Spotify.

Neste Link, você pode ouvir o álbum em sua plataforma de streaming preferida.

Conheça mais sobre “Malabaristas de Semáforo” nas redes sociais.

https://www.instagram.com/malabaristasdesemaforo/
https://www.facebook.com/malabaristasdesemaforo
https://www.youtube.com/channel/UC3YibAIqp7kud5wg6nfZMuw
Site: https://www.malabas.com/

 

(Fonte: Nathália Pandeló Corrêa, Assessoria de Imprensa)
——————————————-
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***