Livro: “Acid For The Children, a Autobiografia de Flea”

Autor: Flea
Editora: Belas Letras
Ano de Lançamento: 2020
Tradução: Paulo Alves
Título Original: “Acid for the Children” (2018)

Sinopse da Editora

O aguardado (e badalado) livro de memórias do icônico baixista do Red Hot Chili Peppers chega ao Brasil pela Belas Letras. Em Acid for The Children, Flea conta a fascinante história de suas origens, dos altos vertiginosos aos baixos na sarjeta que você gostaria de ouvir de um rato de rua que se transformou num rock star mundialmente famoso. Por meio de anedotas hilárias, meditações poéticas e voos fantásticos ocasionais, Flea relata com habilidade as experiências que o forjaram como jovem artista e músico.

Sua prosa onírica e influenciada pelo jazz faz a Los Angeles dos anos 1970 e 80 ganhar vida. Foi lá que o jovem Flea, buscando fugir de um lar turbulento, encontrou uma família na comunidade de músicos, artistas e junkies que também viviam à margem. Passava a maior parte do tempo em festas e cometendo pequenos delitos, mas foi na música onde encontrou um lugar para canalizar a frustração, a solidão e o amor. Isso o deixou aberto ao momento crucial em que ele e seus melhores amigos, irmãos de alma e comparsas tiveram a ideia de começar sua própria banda, que se tornou o Red Hot Chili Peppers.

Acid For The Children é a estreia de uma voz literária estupenda, cuja prosa é tão espirituosa, divertida e imprevisível quanto o próprio autor. É uma história de formação sensivelmente nostálgica e uma carta de amor escancarada ao poder da música e da criatividade, de um dos artistas mais renomados do nosso tempo.

 

Flea é um músico americano nascido na Austrália. De vez em quando, ele também é ator. É mais conhecido como baixista e membro-fundador da banda Red Hot Chili Peppers, além de cofundador do Silverlake Conservatory of Music.

 

– Leia e saiba mais no site da Editora Belas Letras.

Livro: “The Dirt: Confissões da Banda de Rock mais Infame do Mundo.”

Autor: Neil Strauss e Mötley Crüe
Editora: Belas Letras
Ano de Lançamento: 2020
Tradução: Paulo Alves
Título Original: “The Dirt: Confessions of the World’s Most Notorious Rock Band” (2001)

 

Sinopse da Editora

A mais influente, duradoura e icônica banda de hard rock dos anos 1980 conta tudo nesta autobiografia de proporções épicas sobre quatro ícones do rock norte-americano. O Mötley Crüe foi a voz de uma Geração X que mal chegara à puberdade, os altos sacerdotes do rock de mensagens satânicas gravadas ao contrário nos discos, pioneiros do glam de Hollywood e os criadores da primeira power ballad da MTV. Eles se envolveram com celebridades e seus excessos deixariam até Ozzy Osbourne envergonhado. Escrito de maneira brilhante, sempre provocador e revoltante, este livro é um retrato dos estereótipos do rock ‘n’ roll. Inclui centenas de fotos e um olhar sem precedentes e sem filtros nas vidas de Tommy Lee, Mick Mars, Vince Neil e Nikki Sixx. Publicado originalmente em 2001, The Dirt inspirou o filme da Netflix e enfim chega às mãos dos fãs brasileiros.

 

“Sem dúvida, é a mais detalhada história de prazeres e perrengues do rock que eu já li. É completamente envolvente e extremamente revoltante”. (Joe Levy, Rolling Stone)

 

“Abra em qualquer lugar e encontre uma história memorável”. (New York Times)

 

– Leia e saiba mais no site da Editora Belas Letras.

Livro: “2 Minutes To Midnight, Atlas Ilustrado do Iron Maiden”

Autor: Martin Popoff
Editora: Valentina
Ano de Lançamento: 2019
Tradução: Renato Viliegas e Ananda Alves
Título Original: “2 Minutes to Midnight: An Iron Maiden Day-By-Day” (2013)

Sinopse da Editora

2 Minutes to Midnight oferece um novo formato de biografia de bandas, um livro referência feito para ser constantemente consultado, contando a história do Iron Maiden, das origens humildes ao estrelato triunfal, o dia a dia, os momentos marcantes, as efemérides, as curiosidades, os segredos, as formações, a discografia… tudo! Lotado de depoimentos dos integrantes (e dos ex), produtores, empresário, do criador do Eddie, jornalistas, roqueiros…

E o melhor, ilustrado com uma explosão de cores: são fotos de palco, inéditas e exclusivas, dezenas delas, momentos inesquecíveis, capas, souvenires, memorabilia, produtos oficiais de todas as partes do mundo, raridades dignas de um colecionador aficionado e muito, muito mais.

São mais de 40 anos de sucesso multiplatinado como a banda de metal mais famosa e icônica de todos os tempos.

Um show de imagens, entrevistas e informações jamais vistas e que farão os fãs, os metaleiros, os headbangers aumentarem o volume até as caixas explodirem!

Eddie está mais vivo do que nunca, e louco pra detonar!!!

 

– Leia e saiba mais no site da Editora Valentina.

– Leia a matéria sobre o livro, no site “Combate Rock”.

Livro: “Raul Seixas, Por Trás das Canções”

Autor: Carlos Minuano
Editora: BestSeller
Ano de Lançamento: 2019

Release (Blog da Editora Record)

O cantor e compositor baiano Raul Seixas foi uma incrível usina de criação. Viveu tão intensamente que, aos 44, quando partiu deste plano, deixou uma das obras mais marcantes da música brasileira. Seus versos e suas melodias são facilmente reconhecidos até mesmo pelas novas gerações de fãs do rock nacional. Ainda assim a vida pessoal ainda reserva surpresas. Alguns destes episódios ganham cores vivas em ‘Raul Seixas – Por trás das canções’, que a Editora BestSeller lança para lembrar os 30 anos da morte do maluco beleza, que morreu no dia 21 de agosto de 1989.

Escrita pelo jornalista Carlos Minuano, a biografia trata da amizade dele com o ex-jogador e hoje comentarista esportivo Walter Casagrande e revela os bastidores da turnê Ouro de tolo, que teve apresentações em garimpos no interior do Pará, em 1985. Regada de álcool e drogas, Raul e seus companheiros começaram a aventura em plenos ares na cabine de um monomotor. Fã de Raul Seixas, o piloto permitiu que o cantor e o guitarrista Tony Osanah pilotassem o avião. Para completar, foram recebidos em Marabá com uma saraivada de balas de garimpeiros fortemente armados. Imagens raríssimas feitas pela fotógrafa Cristina Villares completam o relato deste episódio.

Para adentrar o universo “raul-seixista”, Minuano conversou com Vivi Seixas, filha do músico, a mãe e a ex-esposa, Kika Seixas, e contou com o apoio de Sylvio Passos, músico, parceiro, amigo e fiel escudeiro do saudoso Maluco Beleza.

 

São Paulo – SP – 18.10.2019 – Carlos Minuano, jornalista e autor do livro – Lançamento do Livro “Raul Seixas, Por Trás das Canções” de Carlos Minuano. O lançamento foi na livraria da vila e teve apresentação musical de Dinho Nascimento e exposição da fotografa Cristina Villares. o Livro foi lançado pela editora BestSeller. Foto: Bruno Poletti / Divulgação

Veja como foi o evento de lançamento e outras fotos de Bruno Poletti.

Livro: “Com amor, Janis”

Autor: Laura Joplin
Editora: Belas Letras
Ano de Lançamento: 2019
Tradução: Julia Vidile
Título Original: “Love, Janis” (1992)

 

Sinopse da Editora

 

Janis Joplin brilhou na cena musical dos anos 1960. Com uma voz rouca inconfundível e performances inesquecíveis no palco, a rainha do rock teve a vida interrompida tragicamente aos 27 anos, após uma overdose de heroína. Inspirada pelas centenas de cartas que Janis enviava para a família ao longo da carreira, a irmã Laura mostra em Com amor, Janis seu olhar sem julgamentos sobre uma artista talentosa que foi pouco compreendida simplesmente porque escolheu viver à sua maneira.

Eu ouvia as seguintes palavras de minha irmã, que refletiam uma ideia de nossa criação comum: “Não comprometa a si mesmo, é tudo o que você tem”. Eu sabia que minha busca por Janis era a procura da verdade. Não poderia me contentar com nada menos que uma compreensão plena de sua vida, suas escolhas e seu tempo.
Janis dizia: “Se deixe levar e você será muito mais do que jamais pensou em ser”. Livre de minha tristeza, estava livre para amá-la novamente. Deixei de lado minhas ideias prontas sobre Janis, disposta a deixar que sua vida me contasse o que podia.

“O livro que todo fã de rock precisa ler.” (Melissa Etheridge)

“Um mergulho em uma das mais trágicas e fascinantes vidas do rock and roll.” (Los Angeles Times)

 

– Leia e saiba mais no site da Editora Belas Letras.

 

Observação: O livro foi lançado no Brasil pela 1ª vez em 2007 (e relançado em 2014) pela Editora Madras com o título “Com amor, Janis Joplin”. Abaixo a capa das duas edições.

Livro: “Novo Aeon, Raul Seixas no torvelinho de seu tempo”

Autor: Vitor Cei
Editora: Mondrongo
Ano de Lançamento: 2010 (2º Edição – 2019)

Release

A segunda edição do livro “Novo Aeon: Raul Seixas no torvelinho de seu tempo”, de Vitor Cei, foi publicada pela editora baiana Mondrongo.

Vitor Cei, doutor em Estudos Literários e professor do Departamento de Línguas e Letras da Universidade Federal do Espírito Santo, explica que o livro estuda a utopia da Sociedade Alternativa apresentada por Raul Seixas em suas músicas. A doutrina do Novo Aeon, Nova Era, foi elaborada pelo escritor inglês Aleister Crowley na obra “Os Livros Sagrados de Thelema”, traduzida por Vitor Cei e publicada pela editora Madras em 2018. As ideias de Crowley foram muito influentes na contracultura das décadas de 1960 e 1970, impulsionando trajetórias existenciais de grande força contestatória, de artistas como Raul Seixas, que acompanhou o movimento alternativo e lançou sua música à condição de espírito do seu tempo.

Vitor Cei analisa a discografia de Raul Seixas à luz da multiplicidade de problemas que formam nossa experiência cultural. O autor pontua, nas músicas do Raul, as ressonâncias das questões que animaram o torvelinho do seu tempo: autoritarismo, censura, desbunde, contracultura, ocultismo, indústria cultural, melancolia e niilismo.

Análise

Sérgio da Fonseca Amaral, professor do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFES, escreve na apresentação da obra que “o leitor encontrará no texto de Vitor uma elaborada e intrincada análise de um músico com sua época; de um músico agonístico, engajado na busca de transformar a percepção apostando em métodos por vezes pouco ortodoxos. Assim, o trabalho faz circunvolução em torno de um artista, mas, ao fazer isso, perscruta um país, uma época e um mundo em formação”.

Wilberth Salgueiro, diretor da Editora da UFES e professor do Programa de Pós-Graduação em Letras, afirma no posfácio que “este estudo de Vitor vem em boa hora: muito além da celebração, é um convite à cerebração. Em síntese, este livro aciona em nós os prazeres de pensar música e história – ao som, alto e bom som, de Raul Seixas”.

O autor acredita que a pesquisa já terá sido frutífera se for capaz de estimular a escuta da obra de Raul Seixas, trazendo à reflexão os problemas políticos, existenciais e socioculturais que marcaram seu tempo, num questionamento das conexões entre produção cultural e vida social, detectando, ampliando e registrando alguns problemas do Brasil. Ele espera que cada leitura conduza a outros desdobramentos possíveis, apontando para novos problemas e facetas da nossa experiência cultural múltipla.

Sobre o autor

Vitor Cei Santos nasceu em Vitória no dia 02 de maio de 1983. É doutor em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com doutorado sanduíche na Universidade Livre de Berlim, com mestrado em Letras pela Universidade Federal do Espírito Santo. Trabalha como professor do Departamento de Línguas e Letras da UFES.

Mais informações sobre o evento de Lançamento de “Novo Aeon: Raul Seixas no torvelinho de seu tempo”.
Leia e saiba mais no site da “Editora Mondrongo”.

Fonte: Vitor Cei e Editora Mondrogo

Livro: “Discobiografia Mutante: Álbuns que Revolucionaram a Música Brasileira.”

Autora: Chris Fuscaldo
Editora: Garota FM Books
Ano de Lançamento: 2018

Discobiografia Mutante celebra os 50 anos do primeiro álbum dos Mutantes contando as histórias de todos os discos da banda.

Release da Editora

Objeto da campanha de financiamento coletivo lançada através do Catarse e escrito pela jornalista, pesquisadora, escritora e cantora Chris Fuscaldo, o Discobiografia Mutante: Álbuns que revolucionaram a música brasileira é um livro bilíngue que celebra, em 2018, o legado discográfico deixado pelos Mutantes. Afinal, este é o ano em que Os Mutantes, o primeiro álbum da banda que revolucionou a história da música nacional, completa 50 anos.

O livro conta a história dos discos produzidos por Arnaldo Baptista, Sérgio Dias e Rita Lee e tantos outros nomes que estiveram junto ao trio, dando ênfase a histórias curiosíssimas e pouco divulgadas. Entre elas, estão algumas muito divertidas e pitorescas como a da foto da capa do disco de estreia da banda, em que Rita posou envolta em uma toalha de mesa comprada por sua mãe em um bazar beneficente de uma igreja. Há também uma passagem sobre a participação de Jorge Ben (Jor) neste algum: “Ele não só foi quem compôs ‘A Minha Menina’ como também foi o violonista na gravação e ainda cantou e imitou Chacrinha durante a gravação. É de Jorge a voz que antecede o solo de Sérgio Dias falando ‘Tosse! Todo mundo tossindo!’”, conta Chris no livro.

Outra passagem curiosa dá conta do dia em que a atriz Leila Diniz deixou um vestido de noite que havia usado na novela “O Sheik de Agadir” para Rita usar em uma apresentação no Festival Internacional da Canção, transmitido pela Rede Globo. Para produzir a foto da capa do disco A Divina Comédia ou Ando Meio Desligado, a ideia era reproduzir a gravura de Gustavo Doré, que ilustrava a primeira edição do livro quase homônimo de Dante Alighieri. Rita, Arnaldo, Sérgio e o irmão Cláudio César, que fez a foto, cavaram um buraco de quase um metro. Segundo Sérgio, “já tinha até água no fundo, uma nojeira”. Cláudio improvisou uma lápide de isopor para a sepultura da onde saía Arnaldo com o peito nu. No fundo do buraco, foi acesa uma fogueira e um spot de luz dava conta da fumaça. No fim da sessão de fotos, o irmão de Sérgio e Cláudio saiu todo chamuscado do buraco. Rita e Sérgio vestiram mantos feitos de colchas de chenille da casa dos Dias Baptista e usaram folhas de louro na cabeça.

Para preparar esse livro, Chris Fuscaldo começou em 2002 a entrevistar pessoas que fizeram parte dessa história, ler outros livros sobre os Mutantes ou que os citam e capturar curiosidades em matérias de jornais e revistas.

 

Leia e saiba mais no site da autora Chris Fuscaldo.

Leia a matéria sobre o livro no site hypeness.

– Clique aqui, e leia um trecho do livro.

 

1 2 3 10