A banda Paulistana ‘Adellaide’ anuncia novo álbum e lança primeiro single com videoclipe.

(Foto: Banda Adellaide e a dançarina Cristiane Fairuza)

.
A banda de Hard Rock/AOR paulistana ‘ADELLAIDE’ disponibilizou em videoclipe “Girl From Syria”, primeiro single de seu terceiro e novo álbum “Deja Vu”. O álbum será lançado oficialmente no dia 29 de julho via gravadora dinamarquesa “Lions Pride Music”, e sucede “New Horizons” que em 2019 ocupou o alto do pódio da nossa ‘Lista de melhores álbuns do Rock Nacional de 2019’.

A banda Adellaide, formada em 2016, é composta por Daniel Vargas (Vocal), Leandro Freitas (Teclado), Vitor Balconi (Guitarra), Marcelo Naudi (Baixo) e Allan Juliano (Bateria).

O videoclipe de “Girl From Syria” foi Dirigido, gravado e produzido por ‘Rafael Agostino’, e contempla a mulher e as tradições sírias, além de contar com a belíssima participação e interpretação da dançarina do ventre ‘Cristiane Tohmé Bannout Fairuza’.


.
De acordo com a banda, o videoclipe para “Girl From Syria” veio da ideia da temática da música que fala sobre a Síria, valorizando a importância do país e suas tradições que são espalhadas por vários países através de gerações. Outros temas abordados na música são “A Primavera Árabe”, fato muito conhecido ocorrido no Oriente Médio, o Castelo de Saladino, parte essencial da história do país, e o cumprimento popular ‘Ma’a Salama’, que significa ‘vá em paz’.

A letra de “Girl From Syria” retrata a ideia da busca, dia e noite, por uma garota da Síria, perdida em outro país com tradições totalmente diferentes das dela. Essa garota é protagonizada pela artista e dançarina Cris Fairuza, que além do fato de representar sua dança sendo professora desta arte, apresenta com muito glamour técnicas da dança árabe por todo o vídeo e em determinadas partes caminha pelas ruas entre pontos turísticos árabes na cidade de São Paulo, como a Catedral Metropolitana Católica Ortodoxa Antioquina, um dos cenários do videoclipe.

Nas palavras do vocalista Daniel Vargas, “produzir esse videoclipe foi maravilhoso! Trabalhar dentro do estilo musical Melodic Rock já nos coloca numa condição restrita, pois temos que atuar em cima de elementos musicais já previsíveis pelo público, então tentar compor uma música com uma temática árabe não foi fácil. Como não dava para trabalharmos muito em cima da musicalidade, esculpimos o enredo da música baseado na história desse país maravilhoso, que deixa muitos descendentes espalhados pelo mundo disseminando sua cultura”. Daniel explica sobre a ideia do enredo do vídeo dizendo que “a Síria é um dos países mais injustiçados politicamente do Oriente Médio e que corre sério risco de ter sua tradição defasada com o passar dos anos”.

A procura pela protagonista perfeita, ou seja, alguma dançarina que fosse realmente descendente direto de sírios, foi complicado para a equipe. “Encontramos muitas descendentes árabes principalmente aqui na cidade de São Paulo, mas justamente da Síria foi muito difícil. Ainda bem que a sorte estava ao nosso lado no dia em que conhecemos a Cris Fairuza, uma dançarina extremamente técnica, com um talento imensurável, que aceitou nosso convite prontamente para poder representar o seu povo sírio. Estávamos e estamos muito ansiosos para vermos a reação do público com essa música/vídeo, e esse talento incrível da Cris a ‘Garota da Síria’”, finaliza o vocalista.

Veja os detalhes do álbum Deja Vu.

Banda: Adellaide
Álbum: Deja Vu
Lançamento: 29/07/2022

Tracklist de “Deja Vu”:

1- Transcendence
2- Superfanatic
3- Without You
4- Girl From Syria
5- Unia
6- It’s Not The End
7- Falling Petals
8- Fell From The Sky
9- Time Riders
10- To Live Forever
11- Without You (Single Edit) (Faixa Bônus)

Participações especiais e equipe de produção de “Deja Vu”:

Deraldo Matos – Saxophone
Marina Ammouri – Backing Vocals na faixa 2
Gigolette Angeline – Backing Vocals nas faixas 2, 3, 4, 9 e 11
Marcelo Naudi – Backing Vocals na faixa 6
Tito Falaschi – Backing Vocals na faixa 8
Juliana Rossi – Vocal principal na faixa 8
Rod Marenna – Backing Vocals na faixa 10
Eddie Vantez – Backing Vocals nas faixas 9 e 10

Coordenação do álbum por Chris Siloma
Produção por Ed Omar Carabantes
Coprodução por Chris Siloma
Produção Executiva por Carsten Nielsen
Arte de Capa Frontal e Layout por Joey Polycarpo
Edição de Layout por Chris Siloma

Todas as faixas escritas, compostas e arranjadas por Adellaide.
Confira um teaser de todas faixas de “Deja Vu” no YouTube.
.

.
Saiba mais sobre a banda “Adellaide” nas redes sociais:

Facebook: facebook.com/adellaide.official
Instagram: instagram.com/adellaideaor
Twitter: twitter.com/adellaide_aor
.
(Fonte: JZ Press)
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***
.



Pitty lança o EP “Casulo”, e aposta na versatilidade de estilos.

(Foto: Pitty por Otavio de Souza)

Chegou hoje nas plataformas de música “Casulo”, o primeiro lançamento do selo de mesmo nome criado pela cantora e compositora Pitty, com o intuito de lançar produções que venham a acontecer paralelamente a seu trabalho solo.Tanto o EP quanto o selo foram batizados com o mesmo nome de um quadro dentro da programação de seu canal na plataforma Twitch durante o ano de 2021. No programa Casulo Musical ela recebeu artistas convidados e criou com eles, ali mesmo na hora e ao vivo, músicas inéditas. Para ela, algo completamente novo e surpreendente.“O processo de criação foi tão diferente, liberto, fora do comum, para mim e pra geral que participou. Um aprendizado que ainda não consigo mensurar, mas percebo a cada coisa que botamos no mundo do projeto, cada vez que eu vejo as imagens, ouço as músicas, quando penso nesses artistas incríveis e o quanto fluímos juntos nessa aventura. Já curtia o som de cada uma e cada um deles, e agora sou fã dessas pessoas também” – comentou Pitty.Desses encontros saíram 4 faixas que compõem o EP: “Diamante” (Pitty/ Drik Barbosa/ Weks), que ganhou um clipe que chega junto com o EP, “Busca Implacável” (Pitty/ Badsista/ Jup do Bairro), “Diário” (Pitty/ Monkey Jhayam/ Mau/ Bruno Buarque/ Cris Scabello) e “Simplesmente Fluir” (Pitty/ Pupillo).Faixa a faixa1. “Diamante” (Pitty/ Drik Barbosa/ Weks)“Foi uma experiência muito legal compor a música de forma coletiva, ao vivo, com Pitty e o produtor Weks, sendo acompanhados na Twitch e o resultado acabou ficando com a energia da troca que rolou entre a gente. A mensagem de “Diamante” também é muito importante. Eu e Pitty partimos da dificuldade que nós, mulheres, enfrentamos no mercado da música. A letra é sobre as dores que a gente sente, as barreiras que enfrentamos para viver nesse mundo. Espero que outras mulheres se sintam fortificadas ao ouvir essa música” – declarou  Drik Barbosa.2. “Busca Implacável” (Pitty/ Badsista/ Jup do Bairro)“O trabalho da Pitty sempre foi uma referência para mim Hoje, quase 20 anos depois, criamos “Busca Implacável” nesse casulo de possibilidades. Tudo isso está sendo um aprendizado sem tamanho pra mim. Conheci a Priscilla, uma mulher extremamente generosa, inteligente, dominatrix das palavras, uma audição de longo alcance (em todos os sentidos) é uma pessoa extremamente presente ao seu tempo-agora. Essa canção é um dos maiores presentes que a música poderia me dar. Ela fala de fuga, desejo e insegurança, principalmente em relação à imagem. A busca de uma estética que não seja estática, caduca ou simplesmente ameaçadora. Compor essa faixa com a Pitty sob a instrumentalização de Badsista e guitarra de Martin, me faz pensar no futuro como uma extensão do presente. O Casulo me fez lembrar de mim lá atrás, uma criança tão sonhadora que, vai saber o porque, deixou de sonhar tão precocemente. Voltei a sonhar e realizei um sonho. Sou toda agradecimento” – declarou Jup do Bairro.3. “Diário” (Pitty/ Monkey Jhayam/ Mau/ Bruno Buarque/ Cris Scabello)“Há um tempo eu já estava querendo fazer alguma parceria com a Pitty e por coincidência estava trabalhando num instrumental que o Mau, Bruno e Cris, integrantes da banda Rockers Control, haviam me mandado. Eu ia convidá-la para participar quando recebi o email me chamando para participar do projeto Casulo. Cheguei com algumas ideias e ela gostou. Foi uma experiência incrível essa vivência de estúdio junto com a Pitty, de gravar as vozes, escrever a letra, ver de perto e aprender como ela trabalha, tudo isso ao vivo com os fãs dando opiniões e sugestões sobre a música. O verso que ela criou ali no momento, assim como a ponte no meio do som, era tudo que faltava pra música fazer sentido e fechar perfeitamente a ideia. Deu match total, lembro que ao sair do estúdio fiquei impressionado como aquilo tinha que acontecer exatamente do jeito que aconteceu. Se já era fã dela como artista, cantora e compositora, depois desse dia me tornei um super fã da pessoa” – disse Monkey Jhayam.4. “Simplesmente Fluir” (Pitty/ Pupillo)“Quando Pitty fez o convite, eu prontamente já comecei uma base do zero e mandei para ela. Acabou ficando uma faixa toda em cima de sintetizadores e decidimos manter assim, sem gravar guitarra, tanto pelo caráter subversivo, como para fazer uma menção a alguns discos de rock que foram feitos na década de 70, como os discos do Gary Numan. Foi feita para ela. Fiz pensando nela e ainda tive o privilégio de vê-la abrindo as pastas de letras dela. Isso é uma coisa tão pessoal e íntima que para mim foi um privilégio a gente poder escolher temas que tinham a ver com a base. Foi uma honra pela importância do projeto, celebrar nossa amizade, admiração mútua, afinidades musicais e ideológicas” – comenta Pupillo.

Ouça o álbum no Spotify:

Ouça também em outras plataformas de Streaming.

Artista: Pitty
Álbum: Casulo (EP)
Lançamento: 07/01/2022

 

Veja o videoclipe de “Diamante”

Saiba mais sobre a “Pitty” nas redes sociais:

Facebook: facebook.com/PittyOficial
Instagram: instagram.com/pitty
Twitter: twitter.com/Pitty
Site: pitty.com.br
.
(Fonte: Batucada Comunicação)
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***
.



Livro: “Pitty – Cronografia: uma trajetória em fotos”

Autor: Pitty
Editora: Edições Ideal
Ano de Lançamento: 2014

Sinopse da Editora

Cronografia: uma trajetória em fotos é o relato visual da carreira de Pitty. Uma biografia através de fotos, montada cronologicamente, e que propõe/oferece um passeio por todas as fases da cantora baiana. Além dos registros fotográficos, Cronografia também conta com textos da própria Pitty, relembrando histórias e momentos marcantes de sua vida.

O livro começa na infância, com fotos pessoais da pequena Priscila se divertindo junto com a família nas praias de Salvador. Depois mostra o início da sua vida na música, ainda adolescente fazendo punk rock/hardcore nas bandas Inkoma (como vocalista) e Shes (como baterista).

Então Cronografia segue para os anos 2000, mostrando a consagração na carreira solo. O seu projeto Agridoce também ganha um segmento no livro, que ainda tem capítulos dedicados aos registros fotográficos dos clipes, dos shows e dos bastidores.

Em 160 páginas, o livro traz fotos de nomes como Caroline Bittencourt, Otavio Sousa, Rui Mendes, Sora Maia e Jorge Bispo. É através das lentes e do olhar desses (e de outros) fotógrafos que Pitty conta sua história. Registros visuais que contam uma história musical.
Em 160 páginas, o livro traz fotos de nomes como Caroline Bittencourt, Otavio Sousa, Rui Mendes, Sora Maia e Jorge Bispo. É através das lentes e do olhar desses (e de outros) fotógrafos que Pitty conta sua história. Registros visuais que contam uma história musical.

– Leia e saiba mais no site da Edições Ideal. => https://goo.gl/tliYPm

Veja a entrevista de Pitty sobre o livro.