Livro: “Nenhum de Nós: A obra inteira de uma vida”

Nenhum de nós enxerga bem; nenhum de nós serviu no quartel; nenhum de nós repetiu na escola. Três amigos de escola que transformaram o que não tinham em algo muito especial: uma grande banda de rock.

Autor: Marcelo Ferla
Editora: Belas Letras
Ano de Lançamento: 2016

Release da Editora

Acho que era outubro de 86. Ali começava uma história que continua até hoje. E só parece melhorar. Uma história sobre três garotos sem os braços tatuados, nerds e amigos de colégio, que amavam música, sonhavam em formar uma banda de rock e subiam em um palco juntos pela primeira vez. Um líder nato de voz potente, um gordinho simpático e um magrão que lembrava personagem de novela. Os três tinham muito em comum: nenhum de nós enxerga bem; nenhum de nós serviu no quartel; nenhum de nós repetiu na escola. Logo o trio virou o clube dos cinco, superou algumas dificuldades, atravessou o escuro deserto do céu, e hoje, comemorando 30 anos, soma cerca de 2 mil shows e fãs por todo o Brasil. O jornalista Marcelo Ferla conta aqui A obra inteira de uma vida, a história do Nenhum de Nós, de três amigos de escola, que conseguiram levar bem longe o sonho de tocar em uma banda de rock.

Leia e saiba mais no site da Editora Belas Letras.

Livro: “Rita Lee, uma autobiografia”

Autor: Rita Lee
Editora: Globo Livros
Ano de Lançamento: 2016

Release da Editora

Nos últimos tempos eu tive um privilégio pra lá de especial: vi Rita escrever sua biografia. Era um momento que nem em meus sonhos mais loucos ousei experimentar. Como jornalista e curioso, sempre gostei de livros assim. História de gente interessante me move.  E vi nascer, daquelas mãos de fada com sua estrela de sete pontas tatuada, a melhor bio que já li na vida. Sem exagero.

No texto, Rita é de uma honestidade… Muitas vezes brutal. Que contrasta com sua doçura e com tanto amor e leveza. Sim, ela consegue colocar no mesmo capítulo faces tão diferentes e emoções tão distintas. Do primeiro disco voador ao último porre, Rita é consistente. Corajosa. Sem culpa nenhuma. Tanto que, ao ler o livro, várias vezes temos a sensação de estar diante de uma bio não autorizada, tamanha a honestidade nas histórias. A infância e os primeiros passos na vida artística; sua prisão em 1976; o encontro de almas com Roberto de Carvalho; o nascimento dos filhos, das músicas e dos discos clássicos; os tropeços e as glórias. Está tudo lá.

E você pode ter certeza: essa é a obra mais pessoal que ela poderia entregar de presente para nós. Rita cuidou de tudo. Escreveu, escolheu as fotos e criou as legendas – e até decidiu a ordem das imagens -, fez a capa, pensou na contracapa, nas orelhas… Entregou o livro assim: prontinho. Sua essência está nessas páginas. E é exatamente desse modo que a Globo Livros coloca a autobiografia da nossa estrela maior no mercado.

Sempre tive a certeza de que Rita é o maior compositor que já pisou nesse planeta (acho ruim escrever no gênero masculino, mas só assim para não deixar dúvidas de que ela está no topo dos topos). Através de suas canções, ela entrega os segredos da vida. Emoções e temas – muitas vezes complicados de se descreverem – aparecem de forma fluida, limpa, contundente. São revelações. Quem nunca se identificou com uma música dela? Quem é que não tem uma história com sua trilha sonora? É inegável sua importância para a cultura mundial. E com uma voz… uau! Jamais igualada.

Dito isso, musicalmente a sua importância é inegável. Agora, em 2016, Rita se reinventa. Mais uma vez. Nessa, como escritora. E das melhores! Mais do que uma celebração da vida de Rita, esse livro é uma sorte nossa, que vivemos na mesma época em que ela, por saber de sua história através da própria. E, mais do que sua vida, Rita entrega aqui parte importante da história do país, da cultura mundial. Conta passagens, descreve costumes e mudanças pelas quais passamos nos últimos anos.

Em um de seus inúmeros sucessos, Rita se descreve como ‘uma pessoa comum, um filho de Deus’. Ao ler esse livro, fica provado: comum é tudo o que a vida dela não é. Convido vocês a lerem cada página. E depois me digam se não estou certo. Quanto a você, Rita, só me resta dizer: obrigado por dividir sua história com a gente.

– Guilherme Samora é jornalista e estudioso do legado cultural de Rita Lee.

Leia e saiba mais no site da “Globo Livros”.

– Leia a matéria sobre o livro no site do jornal “O Povo”.

Livro: “Infinita Highway, uma carona com os Engenheiros do Hawaii”

“Ter dado tudo errado não poderia ter sido o mais certo. Embarque nesta Infinita Highway e conheça a história dos Engenheiros do Hawaii.”

Autor: Alexandre Lucchese
Editora: Belas Letras
Ano de Lançamento: 2016

Release da Editora

Era pra ter durado uma noite só. Era pra ter sido somente uma banda de abertura. Era pra ter outro nome. Não era pra ser um trio. Eram várias variáveis. Graças a essa sucessão de fatos estranhos, quando não ter plano é o melhor plano, nasceu uma das maiores bandas do rock brasileiro: Engenheiros do Hawaii. Uma história cheia de lances improváveis que o jornalista Alexandre Lucchese conta nesta biografia, depois de ter entrevistado mais de uma centena de pessoas ligadas à banda, inclusive Humberto Gessinger, Carlos Maltz e Augusto Licks, o trio responsável pela fase de maior sucesso, que acabou se desfazendo anos mais tarde em meio a brigas e processos judiciais. Embarque na infinita highway para ver como nada do que foi planejado para a viagem deu certo, mas, nesse caso, ter dado tudo errado não poderia ter sido o mais certo.

Clique aqui, e leia um trecho do livro.

Leia e saiba mais no site da Editora Belas Letras.

Livro: “Alice in Chains: a história não revelada”

Autor: David de Sola
Editora: Edições Ideal
Título Original: “Alice in Chains: The Untold Story”
Tradutor: Paulo Alves
Ano de Lançamento: 2016

Sinopse da Editora

O Alice in Chains esteve entre as vozes mais altas de Seattle. Foram pioneiros icônicos que mesclaram o grunge ao metal de maneiras que continuam a influenciar os artistas contemporâneos, e sua história envolve trabalho duro, autodestruição, um renascimento das cinzas e o prosseguimento de um legado duradouro.

Quatro anos depois de seus integrantes se reunirem pela primeira vez num depósito sob a Ballard Bridge, em Seattle, o Alice in Chains se tornou o primeiro dos quatro gigantes do grunge – antecedendo o Nirvana, o Pearl Jam e o Soundgarden – a conseguir um disco de ouro e alcançar reconhecimento nacional. Com o carismático Layne Staley ao microfone, se tornaram uma das mais influentes e bem-sucedidas bandas provindas da cena musical de Seattle. Porém, à medida que a banda crescia, cresciam também seus problemas.

O renomado jornalista David de Sola se aventura sob os segredos, as fofocas e os rumores em torno da banda para contar sua história completa pela primeira vez. Baseando-se numa vasta gama de entrevistas com pessoas com conhecimento direto sobre a banda, muitas das quais falaram em público pela primeira vez, o autor explora como as drogas quase destruíram a banda e levaram as vidas de Staley e do baixista original, Mike Starr, e relata a ressurreição da banda com o novo vocalista, William DuVall.

Dos esforços anônimos até o topo das paradas com hits como “Would?”, “Man in the Box” e “Rooster”, Alice in Chains: a história não revelada mostra os membros da banda não como caricaturas de rock stars, mas como seres humanos brilhantes, imperfeitos e dotados de nuances, cujos anos de trabalho duro levaram ao sucesso que pareceu chegar da noite para o dia e mudou a cultura musical para sempre.

– Leia e saiba mais no site da Edições Ideal.

– Clique aqui, e leia um trecho do livro.

Livro: “Hendrix por Hendrix: entrevistas e encontros com Jimi Hendrix”

Autor: Steven Roby
Editora: Edições Ideal
Título Original: “Hendrix on Hendrix: Interviews and Encounters with Jimi Hendrix”
Tradutor: Leonardo B. Scriptore
Ano de Lançamento: 2012

Sinopse da Editora

Hendrix Por Hendrix inclui as mais importantes entrevistas do auge da carreira de Jimi Hendrix, entre 1966 e 1970, cuidadosamente selecionadas por um dos mais proeminentes de seus historiadores.

Neste livro, Hendrix relembra para os repórteres sua triste infância e suas terríveis noites no Chitlin’ Circuit, a cena dos músicos negros durante a era da segregação racial nos EUA. Ele brinca com o juiz e com o júri durante o seu depoimento, dizendo que já havia recebido LSD pelo correio e ainda rebate – com ironia – a existência de um linguajar das drogas (“São as mesmas palavras inglesas”). E a sua última entrevista, apenas alguns dias antes de sua morte, “mostra onde estava a mente de Jimi pouco antes do acidente. Ele não estava abatido ou triste quanto ao futuro e o tom de suas respostas era frequentemente brincalhão”, como observa o jornalista Keith Altham.

Além de outras entrevistas de importantes publicações, Hendrix Por Hendrix inclui novas transcrições de jornais europeus, da imprensa afro-americana e de jornais da contracultura. Também conta com transcrições inéditas do tribunal – incluindo uma do flagrante de posse de drogas que quase o levou à prisão.

Segundo o site Publishers Weekly, este livro é o mais próximo de uma autobiografia que jamais veremos. Mergulhe nessas páginas e entre em contato com o coração e a mente de um dos maiores artistas do século XX.

– Leia e saiba mais no site da Edições Ideal.

– Clique aqui, e leia um trecho do livro.

Livro: “Blink-182: a biografia”

Autor: Joe Shooman
Editora: Edições Ideal
Título Original: “blink-182: The Bands, The Breakdown and The Return”
Tradutor: Tony Aiex
Ano de Lançamento: 2012

Sinopse da Editora

Mark, Tom e Travis chamaram a atenção do mercado da música com clipes extremamente criativos e polêmicos, com nus “artísticos”, sátiras a Britney Spears e outros famosos, e também colocando sorrisos na cara das pessoas, como há um bom tempo não se fazia nessa cena. Com a carreira consolidada, vieram assuntos mais sérios, discos mais escuros, a separação e o retorno, elementos que dão tons épicos e dramáticos para uma grande história.

O livro blink-182 – A Biografia traz um álbum com 25 fotos inéditas da banda, e narra toda a sua trajetória desde o surgimento na efervescente e divertida cena pop-punk na ensolarada Califórnia, passando pela assinatura de contrato com uma grande gravadora e a incontestável explosão nas paradas musicais. Relata ainda tudo sobre o hiato que a banda entrou durante um longo período, e sobre os projetos paralelos de seus membros, como as bandas +44, Box Car Racer, Transplants, Angels & Airwaves e as marcas Famous SAS, Atticus e Macbeth.

Clique aqui, e saiba mais no site da Edições Ideal.

– Clique aqui, e leia um trecho do livro.

Livro: “Rocks – Minha Vida Dentro e Fora do Aerosmith”

Autor: Joe Perry , David Ritz
Editora: Benvirá/Saraiva
Título Original: “Rocks: My Life in and Out of Aerosmith”
Ano de Lançamento: 2015

Sinopse da Editora

Antes de fazer shows em grandes arenas como integrante de uma das mais importantes e duradouras bandas de rock do mundo, Joe Perry era um garoto de classe média que vivia numa pequena cidade em Massachusetts, nos Estados Unidos. Nascido em 1950, ele idolatrava Jacques Cousteau, adorava passeios ao ar livre e seu grande sonho era ser biólogo marinho. Mas os vizinhos dos Perry tinham filhos adolescentes que tocavam guitarra… E o barulho que vinha da casa ao lado mudaria de vez sua vida.

A guitarra se tornou sua paixão, um objeto de desejo, uma válvula de escape para sua inquietação e sua alma rebelde. Logo, essa paixão se tornou uma obsessão, e ele montou uma banda. Uma noite, depois de um show, acabou conhecendo um músico jovem e barulhento chamado Steven Tallarico (futuramente, Steven Tyler); pouco tempo depois, nasceria o Aerosmith, na cidade de Boston. E tudo que aconteceu nos 45 anos seguintes é história: brigas homéricas entre os membros da banda, grandes quantidades de drogas e de bebida, internações em clínicas de reabilitação, estádios lotados, músicas de sucesso, disputas com empresários e reconciliações.

Recheado com mais de cem fotos, Rocks é o livro de memórias de uma vida que vai do topo do mundo ao fundo do poço – várias vezes. Fala de paixão e fama, persistência e companheirismo. Ao abordar sua incrível experiência ao lado dos colegas da banda, relata com uma sinceridade impressionante a intensa, porém conflituosa, relação com Tyler, oferecendo ao leitor um novo olhar a respeito de uma das mais importantes parcerias do rock. Além disso, fala dos momentos marcantes ao lado de nomes como Jimmy Page, Jeff Beck, Chuck Berry, Alice Cooper, Kiss, Slash e muitos outros. Ele nos leva aos bastidores de produção de todos os discos da banda e revela cenas inacreditáveis, como a aparição de Joe e Steven no filme Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles.

Cheio de humor, Rocks é um relato brutalmente honesto sobre a vida dentro e fora do Aerosmith. É também a história de um dedicado pai de família que sobreviveu em meio às pressões de um estilo de vida radical. Nas palavras do próprio Perry, ele conta tudo: “a história do sujeito solitário, a história da banda, a história da recuperação, a história cult, a história de amor, a história do sucesso, a história do fracasso, a história do renascimento, a história da outra destruição e a história do renascimento pós-destruição”.

– Leia e saiba mais no site da Benvirá. => https://goo.gl/DpHaQa

1 2 3 4 9