Livro: “Steven Tyler, O Barulho Na Minha Cabeça Te Incomoda?”

“Steven Tyler, O Barulho Na Minha Cabeça Te Incomoda? Uma Memória Feita de Rock’n’Roll.”


__________________________________________________________

Autor: Steven Tyler e David Dalton
Editora: Benvirá/Saraiva
Ano de Lançamento: 2011
Título Original…
“Steven Tyler, Does the Noise in My Head Bother You? A Rock ‘n’ Roll Memoir.” (2004)
___________________________________________________________

Sinopse da Editora

Steven Tyler é vocalista da famosa banda norte-americana Aerosmith, formada em Boston, Massachusetts, no início dos anos 70. Sua trajetória como líder da banda é narrada aqui, por ele mesmo, sem cortes: desde a formação como músico; o afastamento para tratar da dependência de drogas, sem muito sucesso; o regresso em 1984, quando, em turnê, Tyler chegou a desmaiar no palco… Ele também narra suas aventuras sexuais e fala do reconhecimento da paternidade da atriz Liv Tyler. Um livro polêmico – como é, muitas vezes, a vida de um astro do rock.
___________________________________________________________

Veja o “book trailer” oficial.

https://youtu.be/Ftpf4xdArJQ
___________________________________________________________
– Leia e saiba mais no site da Benvirá.

– Leia a matéria no site do jornal “Gazeta do povo”.

Livro: “Rock In Rio – A História do Maior Festival de Música do Mundo “

https://secureservercdn.net/166.62.110.232/9b8.776.myftpupload.com/wp-content/uploads/2017/10/Livro-Rock-In-Rio-A-História-do-Maior-Festival-de-Música-do-Mundo.jpg
_____________________________________

Autor: Luiz Felipe Carneiro
Editora: Globo Editora
Ano de Lançamento: 2011
______________________________________

Sinopse da Editora

O festival que pôs o Brasil no mapa-mundi do show biz. Livro desvenda as antológicas histórias que rolaram no palco – e principalmente nos bastidores – das três edições do Rock in Rio realizadas no Brasil.

O verão nunca foi tão quente no Brasil quanto em 1985. De um lado, a temperatura política atingiu seu pico com a vitória de Tancredo Neves na eleição presidencial, marcando o fim de 21 anos de ditadura militar e o início da redemocratização. De outro, a juventude brasileira entrou em ebulição diante do mais grandioso evento musical já produzido no país: o Rock in Rio.

Hoje, o Brasil é destino obrigatório das turnês dos grandes astros internacionais do rock e do pop. Praticamente a cada semana, temos um artista estrangeiro de expressão se apresentando em nossas maiores capitais. Vinte e seis anos atrás, porém, o panorama era bem diferente: em sua maioria, os rockstars só vinham aos trópicos a turismo. Assisti-los ao vivo, no palco, só no exterior.

O Rock in Rio veio para revolucionar essa realidade. Sediado numa megalômana Cidade do Rock, complexo erguido especialmente para a ocasião, o festival não só abriu espaço para a então nascente geração do Rock Brasil – Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho, Kid Abelha – como também se atreveu a trazer para cá um cast internacional de peso e para todos os gostos: Queen, Yes, Iron Maiden, AC/DC, B–52’s, Scorpion.

A história do Rock in Rio inaugural, de 1985, juntamente com a das edições subsequentes realizadas no Brasil, em 1991 e 2001, é o objeto de estudo investigado com lupa por Luiz Felipe Carneiro em Rock in Rio – A história do maior festival de música do mundo. O autor pesquisou mais de 2 mil artigos e entrevistou os principais organizadores do festival (incluindo Roberto Medina, o “pai” do evento), além de dezenas de artistas e jornalistas, em busca dos mais marcantes e inusitados episódios de cada edição.

O saboroso recheio do livro, ilustrado com mais de 200 fotos, é composto de passagens antológicas testemunhadas dentro e, sobretudo, fora do palco. Como a de Rod Stewart jogando futebol com sua equipe dentro de uma luxuosa suíte de hotel, deixada literalmente em cacos. Ou a da surpreendente generosidade de Axl Rose, o costumeiramente intratável band leader do Guns’n’Roses, compartilhando o jantar com produtores, faxineiros e camareiras da equipe de apoio do festival. Ou, ainda, a da inesquecível Cássia Eller barbarizando num show a ponto de impressionar o ex-Nirvana David Grohl, líder do Foo Fighters.

Recontados na narrativa fluida de Carneiro, esses e muitos outros casos ajudam a entender os contextos em que foram realizados os megaeventos e, de certa forma, resgatam a trajetória de desenvolvimento da própria indústria nacional do show-biz. Para quem foi ao Rock in Rio, o livro aquece a memória. Para quem nunca foi, mas ouviu lendárias histórias a respeito, o livro traz uma compilação das melhores delas.
______________________________________

– Leia e saiba mais no site da Globo Editora. => https://goo.gl/gLBLo3

Livro: “The Beatles vs. The Rolling Stones, A Grande Rivalidade do Rock’ n’ Roll”

__________________________________________________________

Autor: Jim DeRogatis e Greg Kot
Editora: Globo
Tradutor: Cristina Yamagami
Ano de Lançamento: 2011
Título Original: “The Beatles vs. The Rolling Stones: Sound Opinions on the Great Rock ‘n’ Roll Rivalry” (2010)
___________________________________________________________

Release da Editora

Beatles ou Stones?

Os dois ícones da cultura pop do século XX são dissecados e comparados em livro sobre a eterna polêmica do rock: qual foi a maior banda de todos os tempos?

Há meio século, todo e qualquer jovem que começa a desbravar o mundo do rock´n´roll, cedo ou tarde, chega a um impasse: Beatles ou Rolling Stones? É relativamente admissível que um garoto do século XXI opte por Beatles e Stones, mas a mais longeva dualidade da cultura pop continua sólida – como se gostar de uma banda excluísse automaticamente a possibilidade de admirar a outra.

Com esse ponto de partida, The Beatles vs. The Rolling Stones: A Grande Rivalidade do Rock´n´roll apresenta opiniões ruidosas sobre a grande rivalidade do rock´n´roll põe as bandas lado a lado num detalhado exame comparativo de cada um dos aspectos que as transformaram em lendas. Numa divertida série de “batalhas”, a obra põe em confronto os respectivos vocalistas, guitarristas, bateristas, baixistas, composições, discografias, caminhos criativos e até imagens públicas de Beatles e Stones.

O livro é todo desenvolvido na forma de diálogos entre os autores, os norte-americanos Jim DeRogatis e Greg Kot, ambos críticos musicais baseados em Chicago e autores de diversos títulos sobre rock e pop. DeRogatis, que por anos foi colunista do Chicago Sun-Times, e Kot, que escreve para o Chicago Tribune, comandam o programa de rádio Sound Opinions, conhecido pelo fato de seus apresentadores sempre discordarem entre si – ou só concordarem acerca de algum tema por motivos invariavelmente diferentes.

Feito para entusiasmar (ou, às vezes, enfurecer) fãs de parte a parte, a obra é séria candidata a item de colecionador, com sua riquíssima coleção de fotos e reproduções de capas de álbuns e cartazes de shows. Tudo isso acompanhado de muita informação extra: temperando o debate principal, há vários destaques relacionando a bibliografia acerca das bandas, os filmes estrelados por elas, os “melhores momentos” de cada músico individualmente, os escândalos e tragédias que marcaram suas trajetórias, e assim por diante.

___________________________________________________________
– Leia e saiba mais no site da Editora Globo.
– Leia a matéria sobre o livro no site “Collectors Room”.

Livro: “Ultraje a Rigor, Nós Vamos Invadir Sua Praia”


__________________________________________________________

Autor: Andréa Ascenção
Editora: Belas Letras
Ano de Lançamento: 2011
___________________________________________________________

Sinopse da Editora

O Ultraje a Rigor tirou sarro de tudo e de todos, sem nunca deixar de rir de si mesmo, desmontando clichês com sua música irreverente, inteligente e descomprometida. Em busca da história das trilhas sonoras que fizeram a cabeça de pelo menos três gerações, a jornalista Andréa Ascenção revela passagens tão esquisitas como hilariantes, contadas pelos próprios protagonistas. Ultraje a Rigor: Nós Vamos Invadir Sua Praia mostra como uma banda de letras ultrajantes ajudou – “sem firulas” – a lapidar, a partir dos anos 80, o rosto do rock brasileiro.

– Leia e saiba mais no site da Editora Belas Letras.

– Leia a matéria sobre o livro no site do jornal “O Povo”.
___________________________________________________________

Veja o “book trailer” oficial.

___________________________________________________________

Post editado em 30/08/2012, para inclusão do “book trailer”.

Livro: “Bowie, A Biografia”

__________________________________________________________

Autor: Marc Spitz
Editora: Benvirá
Tradutor: Santiago Nazarian
Ano de Lançamento: 2010
Título Original: “Bowie: A Biography” (2009)
___________________________________________________________

Release da Editora

Uma biografia do astro de rock/pop inglês David Bowie, desde sua infância até a recente (e aparente) aposentadoria. O livro acompanha toda sua trajetória, com sua participação no cinema e pinceladas da carreira de outros artistas que tiveram importância na história de Bowie ou foram por ele influenciados (como Lou Reed e Rolling Stones). Além da música e do contexto de cada uma das fases do artista, o livro traz detalhes da vida pessoal de Bowie, marcada pela bissexualidade, o vício em cocaína e problemas cardíacos.

Baseado em centenas de entrevistas – com Angela Bowie, Camille Paglia, Siouxsie Sioux, Peter Frampton, entre outros -, Marc Spitz, jornalista especializado em rock e cultura pop, examina com o impacto de David Bowie na cultura pop e no cenário musical.

___________________________________________________________
– Leia e saiba mais no site da Benvirá.

– Lei a matéria sobre o livro no site do “Jornal O Povo”.

Livro: “Vida – Keith Richards”


__________________________________________________________

Autor: Keith Richards, James Fox
Editora: Editora Globo
Título Original: Life – Keith Richards
Ano de Lançamento: 2010
__________________________________________________________

Sinopse da Editora

Em Vida, Keith Richards conta, de maneira crua e feroz, sua história, vivida de forma intensa no meio do fogo cruzado – desde a primeira infância, quando cresceu num bairro pobre ouvindo obsessivamente os discos de Chuck Berry e Muddy Waters, até o modo como levou a guitarra ao limite absoluto e uniu forças a Mick Jagger para formar os Rolling Stones.

Com honestidade rasgada, Keith revela altos e baixos do rock’n’roll, a subida meteórica para a fama, as notórias prisões, as mulheres que teve, o vício em álcool e heroína. A lenda viva reconta como criou os solos envenenados que definiram “Gimme Shelter” e “Honky Tonk Woman”, seu romance com a infame Anita Pallenberg (mãe de três de seus filhos) e a morte trágica de Brian Jones. Da paixão por Patti Hansen a seu relacionamento com Mick Jagger, o leitor segue Keith em uma viagem inacreditável, porque é a jornada de um artista que vive sem temores e sem limites.

Homem original, Keith sempre disse o que lhe vinha à cabeça e seguiu suas próprias regras. Um fora da lei, um inigualável baderneiro do rock’n’roll e um dos maiores deuses da guitarra de todos os tempos, Keith forjou uma vida que muitos poderiam invejar.

Vida foi escrito em parceria com James Fox.
_________________________________________________________

“Teaser” da Editora Globo:


_________________________________________________________

– Leia e saiba mais no site da Globo Livros.

Livro: “Pink Floyd, Primórdios”


__________________________________________________________

Autor: Barry Miles
Editora: Madras
Tradutor: Martha Malvezzi
Ano de Lançamento: 2010
Título Original: “Pink Floyd, The Early Years” (2007)
___________________________________________________________

Release da Editora

Um relato revelador do início da carreira do Pink Floyd, de suas raízes em Cambridge ao status de culto na Londres dos anos 1960. Um retrato detalhado de um grupo lendário em sua ascensão.
O autor, Barry Miles, viu a banda tocar quando eles ainda eram chamados The Pink Floyd Sound e escreveu o primeiro artigo feito sobre eles para um jornal alternativo de Nova York em 1966.
Miles acompanhou o progresso deles, de uma banda de covers de R&B até se tornarem a força musical lendária que criaria um dos álbuns de maior sucesso de todos os tempos – The Dark Side of the Moon.
Ele também conheceu socialmente os membros da banda, testemunhou o declínio rápido de Syd Barrett e se envolveu ativamente na organização de alguns dos shows mais importantes do grupo.
Então, aqui está a história autêntica e irresistível do grupo que forneceu a primeira trilha sonora da Londres alternativa e iniciou no mundo do rock uma combinação radical de música, espetáculos de luzes e efeitos pirotécnicos no palco.

__________________________________________________________
– Leia e saiba mais no site da Editora Madras.

1 7 8 9 10