Fabiano Negri lança o ótimo “The fool’s path”, seu novo álbum de estúdio.

Artista: Fabiano Negri
Álbum: The fool’s path
Lançamento: 17/04/2020
Arte da capa: Emerson Penerari
Produção: Fabiano Negri

Tracklist

01 – Voiceless
02 – The Wicked
03 – The Last Man On Earth
04 – Blind Superman
05 – Lies Behind The Mask
06 -No One Gets Here Alive
07 – Changing Times
08 – The Fool’s Path
09 – Cursed Artist
10 – Dying City

Foi lançado hoje, “The fool’s path”, o novo trabalho de estúdio de Fabiano Negri. O álbum  conceitual (leia os detalhes no release logo abaixo) conta com 10 faixas e é mais um grande trabalho do compositor, produtor, vocalista e multi-instrumentista de Campinas/SP.

Fabiano Negri nos presenteia com toda sua melodia, versatilidade, emoção, energia e influências numa mistura fascinante e ousada de rock progressivo, baladas, hard rock e psicodelia, onde a guitarra, o piano e a voz marcante de Fabiano ditam os rumos de grandes canções, entre elas, as ótimas “Dying City”, “Changing Times”, “Blind Superman” e “The Wicked”.

Nas palavras do próprio Fabiano Negri: “The Fool’s Path é um resumo dos últimos 25 anos da minha vida, do ponto de vista do artista. Ele está composto desde 2015, e eu o compus para ser meu último trabalho, escrevi para ser minha despedida, a despedida de Fabiano Negri enquanto compositor.”

O álbum não estará disponível na integra nas plataformas de streaming, e já pode ser adquirido em formato digital ou em CD físico. Mais detalhes aqui, no perfil do Facebook de Fabiano Negri.

Ouça a prévia do álbum no Spotify

Veja o “Lyric Video” da belíssima “Changing Times”.

 

Release por “Antonio Carlos Monteiro”
(Jornalista, músico e crítico musical)

Os verdadeiros apreciadores sabem: disco é algo que começa a ser curtido muito antes de se apertar a tecla “play”. A capa e até o próprio nome, se bem sacados, já começam a instigar o ouvinte antes que qualquer nota musical seja ouvida.

É o caso de “The Fool’s Path”, mais novo álbum solo do compositor, produtor, vocalista e multi-instrumentista Fabiano Negri. O título (algo como “o caminho do tolo”) e a capa, de autoria de Emerson Penerari e que mostra alguém aparentemente preso no topo de um penhasco, já colocam o público a pensar sobre o que tem ali. “O ‘tolo’ tem dois significados”, explica o autor. “Fala do tolo que insistiu 25 anos numa missão praticamente impossível e o tolo da carta do tarô, que indica uma guinada na vida, abandonando um caminho para recomeçar de forma diferente, mas sem saber se é certo ou errado.”

O tolo, no caso, é o próprio músico. Conceitual, “The Fool’s Path” mostra-se uma prefeita reflexão sobre a carreira do artista independente que, a despeito do talento que possua, tem que brigar contra um leão por dia – e nem sempre vence a luta. Isso fica claro nas letras, todas fortes, às vezes até pesadas, e que inevitavelmente levam à reflexão (apesar de muitas delas poderem ter outras interpretações, como, por exemplo, o momento que vivemos).

Neste que é seu trigésimo trabalho em 25 anos de trajetória, na qual lançou discos solo e com Rei Lagarto, Dusty Old Fingers e Unsuspected Soul Band, Fabiano apostou naquela fórmula infalível: riffs grudentos e refrãos que fazem você cantar junto na primeira ouvida são a tônica do disco.

Gravado no Estúdio Minster e com produção do próprio Fabiano, o álbum traz Cesar Pinheiro na bateria e Ricardo Palma no baixo – Ricardo também responde pela mixagem e masterização. Detalhe importante, “The Fool’s Path” não vão estar na íntegra nas plataformas de streaming, já que apenas uma versão reduzida estará disponível lá. Para conferir o disco na íntegra, pré-venda da versão física já está no ar nas redes sociais de Fabiano.

Valendo-se de muito teclado, piano principalmente, Fabiano criou uma obra variada e consistente. Logo após a intro “Voiceless”, os fãs do finado Rei Lagarto vão matar as saudades da banda, já que a segunda faixa (e primeiro single) “The Wicked” lembra o hard rock do quinteto. Com a guitarra no comando, “The Last Man on Earth” tem riff grudento e também faz referência à antiga banda de Fabiano.

A viagem aos anos 70 se completa em “Lies Behind the Mask”, pesada e com o teclado dando as ordens, enquanto “Blind Superman” é uma balada pesada e de letra forte. Quer mais peso? Ouça “No One Gets Here Alive”, em que Cesar Pinheiro mostra uma perfomance digno de elogios.

O segundo single já lançado é “Changing Times”, que tem linha melódica e estrutura que provam o quanto Fabiano é influenciado por Elton John. Cesar mais uma vez é o destaque na intrincada “The Fool’s Path”, enquanto “Cursed Artist” tem alguns toques de progressivo e letra que vale uma conferida mais atenta. Por fim, “Dying City” é mais um tema pesado, que remete ao Rei Lagarto e tem refrão que fica na sua cabeça queira você ou não.

É absolutamente natural que após ouvir um disco bem composto, bem gravado e bem executado como este a gente fique buscando as referências e influências em que aquele artista bebeu. Dá para fazer isso com facilidade aqui. Mas não é o caso. “The Fool’s Path” é um álbum em que Fabiano Negri mostra a personalidade musical que formou ao longo desses 25 anos de carreira – e, por isso mesmo, é um disco único.

– Aqui, você pode conhecer outros trabalhos, músicas e clipes da carreira de Fabiano Negri e suas bandas.

Conheça mais sobre a carreira de Fabiano Negri” nas redes sociais:

https://www.facebook.com/fabianonegrisolo/
https://www.youtube.com/channel/UC5JPGnykntVnFnR9Cyh8_hg
https://twitter.com/FabianoNegri
https://open.spotify.com/artist/114WsTVsJS4EgI7FmTMCAk

(Fonte: Fabiano Negri)
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***

(Visited 139 times, 1 visits today)