Livro: “Dado Villa-Lobos: Memórias de um Legionário”

Autor: Dado Villa-Lobos, Felipe Demier e Romulo Mattos
Editora: Editora Mauad X
Ano de Lançamento: 2015

 

https://kirstieennisfoundation.com/dysfunction/getting-viagra-montreal/35/ ocr additional applied science coursework data handling gcse coursework https://tetratherapeutics.com/treatmentrx/stanford-guidelines-bactrim/34/ go site meaning of parenthesis click here frankie boyle viagra cobra 120 mg. sildenafil here advair diskus for peaple with low income https://dsaj.org/buyingmg/comprar-viagra-venta/200/ herbal viagra in dublin enter assignments matter by eleanor dougherty essay practice question sample sat graduate school self-assessment essay samples ist es gefhrlich viagra zu nehmen watch click here https://footcaregroup.org/perpill/levitra-south-pittsburg/35/ go here https://efm.sewanee.edu/faq/chapter-5-thesis-recommendation-example/22/ tadalafil buy online medicamento crestor 10 mg essay on causes and effects common sense essay summary feline side effects of metronidazle cause and effect of eating junk food essay https://scottsdaleartschool.org/checker/economic-terms-dictionary/33/ https://ncappa.org/term/describe-beach-scene-essay/4/ examples of a descriptive essay outline Sinopse da Editora

Trinta anos após o lançamento do seu primeiro disco, a lendária banda Legião Urbana tem a sua história e seus bastidores pela primeira vez contada por um de seus integrantes, o guitarrista Dado Villa-Lobos, também compositor e produtor.

‘Memórias de um legionário’ é tudo aquilo que um fã ou mesmo um apreciador de biografias sonharia em encontrar em um livro. Relembrando a sua própria trajetória como o guitarrista da banda que, mesmo após 15 anos do seu final, ainda era a terceira que mais vendia discos da gravadora EMI no mundo, Dado, juntamente com os historiadores Felipe Demier e Romulo Mattos, dá detalhes instigantes. Ele, que ingressou na Legião Urbana em 1983, convidado por Renato Russo e Marcelo Bonfá, recorda, por exemplo, shows em que o público se rebelava e criava um caos, jogando pequenas bombas no palco.

Para garantir a identidade e sinergia com os fãs e com a história da banda, a capa do livro foi criada pela mesma designer que produzia as capas dos discos da Legião Urbana, Maria Fernanda Villa-Lobos. Vale a pena ler e esmiuçar, através de seu guitarrista, a história dessa banda de trajetória intensa e genial, que, apesar de ter encerrado suas atividades em 1996, continua cultuada e venerada por fãs de diferentes gerações.

 

– Leia e saiba mais no site da Editora Mauad X.

– Leia a matéria sobre o livro no site do jornal “O POVO”.

(Visited 110 times, 1 visits today)