2016 – Os 15 melhores álbuns do “Rock Internacional”. – Discos de Rock

Best Rock Albums of 2016

O ano de 2016 foi recheado de lançamentos! Milhares de bandas nos presentearam com o melhor do rock… Como toda lista nunca é unânime, já que reflete o gosto e a preferência de quem a elabora… você pode usar os comentários para deixar suas preferências e enriquecer o “post”, que tem o intuito de ser somente um guia para consulta e indicação de bons álbuns do gênero que tanto amamos…

Na lista de melhores, só entraram álbuns de estúdio, e o Heavy Metal e seus subgêneros ficaram de fora… Os sub-gêneros do #Rock “citados” ao lado dos álbuns, são só uma referência para o leitor se situar, as bandas possuem influências diversas e definir um estilo, as vezes, não é tão simples… É #Rock…

Então… Vamos aos escolhidos! Show!

Veja também:  Os 12 Melhores álbuns do “Rock Nacional” de 2016.

Neste link, você já pode checar os lançamentos previstos para 2017.

 

15. “Adore Life” – Savages

#AlternativeRock

14. “Edge Of Tomorrow” – Sunstorm

#HardRock/#AOR

13. “Blue & Lonesome”” – Rolling Stones

#BluesRock

12. “Desire’s Magic Theatre” – Purson

#HardBluesRock

11. “Night Thoughts” – Suede

#AlternativeRock

10. “Hollow Bones” – Rival Sons

#HardRock

09. “White Bear” – The Temperance Movement

#HardBluesRock

08. “Are You Real?” – Beware of Darkness

#AlternativeRock

07. “Blackstar” – David Bowie

#Rock

06. “Another Fall from Grace” – The Mission

#AlternativeRock

05. “Lady in Gold” – Blues Pills

#HardBluesRock

04. “A Moon Shaped Pool” – Radiohead

#AlternativeRock

03. “Post Pop Depression” – Iggy Pop

#AlternativeRock

02. “The Similitude of a Dream” – The Neal Morse Band

#ProgRock

01. “Blues of Desperation” – Joe Bonamassa

#BluesRock

Livro: “Alice in Chains: a história não revelada”

Autor: David de Sola
Editora: Edições Ideal
Título Original: “Alice in Chains: The Untold Story”
Tradutor: Paulo Alves
Ano de Lançamento: 2016

Sinopse da Editora

O Alice in Chains esteve entre as vozes mais altas de Seattle. Foram pioneiros icônicos que mesclaram o grunge ao metal de maneiras que continuam a influenciar os artistas contemporâneos, e sua história envolve trabalho duro, autodestruição, um renascimento das cinzas e o prosseguimento de um legado duradouro.

Quatro anos depois de seus integrantes se reunirem pela primeira vez num depósito sob a Ballard Bridge, em Seattle, o Alice in Chains se tornou o primeiro dos quatro gigantes do grunge – antecedendo o Nirvana, o Pearl Jam e o Soundgarden – a conseguir um disco de ouro e alcançar reconhecimento nacional. Com o carismático Layne Staley ao microfone, se tornaram uma das mais influentes e bem-sucedidas bandas provindas da cena musical de Seattle. Porém, à medida que a banda crescia, cresciam também seus problemas.

O renomado jornalista David de Sola se aventura sob os segredos, as fofocas e os rumores em torno da banda para contar sua história completa pela primeira vez. Baseando-se numa vasta gama de entrevistas com pessoas com conhecimento direto sobre a banda, muitas das quais falaram em público pela primeira vez, o autor explora como as drogas quase destruíram a banda e levaram as vidas de Staley e do baixista original, Mike Starr, e relata a ressurreição da banda com o novo vocalista, William DuVall.

Dos esforços anônimos até o topo das paradas com hits como “Would?”, “Man in the Box” e “Rooster”, Alice in Chains: a história não revelada mostra os membros da banda não como caricaturas de rock stars, mas como seres humanos brilhantes, imperfeitos e dotados de nuances, cujos anos de trabalho duro levaram ao sucesso que pareceu chegar da noite para o dia e mudou a cultura musical para sempre.

– Leia e saiba mais no site da Edições Ideal.

– Clique aqui, e leia um trecho do livro.

Livro: “Hendrix por Hendrix: entrevistas e encontros com Jimi Hendrix”

Autor: Steven Roby
Editora: Edições Ideal
Título Original: “Hendrix on Hendrix: Interviews and Encounters with Jimi Hendrix”
Tradutor: Leonardo B. Scriptore
Ano de Lançamento: 2012

Sinopse da Editora

Hendrix Por Hendrix inclui as mais importantes entrevistas do auge da carreira de Jimi Hendrix, entre 1966 e 1970, cuidadosamente selecionadas por um dos mais proeminentes de seus historiadores.

Neste livro, Hendrix relembra para os repórteres sua triste infância e suas terríveis noites no Chitlin’ Circuit, a cena dos músicos negros durante a era da segregação racial nos EUA. Ele brinca com o juiz e com o júri durante o seu depoimento, dizendo que já havia recebido LSD pelo correio e ainda rebate – com ironia – a existência de um linguajar das drogas (“São as mesmas palavras inglesas”). E a sua última entrevista, apenas alguns dias antes de sua morte, “mostra onde estava a mente de Jimi pouco antes do acidente. Ele não estava abatido ou triste quanto ao futuro e o tom de suas respostas era frequentemente brincalhão”, como observa o jornalista Keith Altham.

Além de outras entrevistas de importantes publicações, Hendrix Por Hendrix inclui novas transcrições de jornais europeus, da imprensa afro-americana e de jornais da contracultura. Também conta com transcrições inéditas do tribunal – incluindo uma do flagrante de posse de drogas que quase o levou à prisão.

Segundo o site Publishers Weekly, este livro é o mais próximo de uma autobiografia que jamais veremos. Mergulhe nessas páginas e entre em contato com o coração e a mente de um dos maiores artistas do século XX.

– Leia e saiba mais no site da Edições Ideal.

– Clique aqui, e leia um trecho do livro.

Os 40 melhores álbuns do Punk de todos os tempos. – Discos de Rock

40 Greatest Punk Albums of All Time.

Veja também:  Os 50 Maiores Álbuns do Grunge.

Veja também:  Os 50 melhores álbuns de Rock Progressivo de todos os tempos.

Segue a lista elaborada pela “Rolling Stone”, e divulgada ontem no site da revista.

01. Ramones – ‘Ramones’ (1976)
02. The Clash – ‘The Clash’ (1977)
03. The Sex Pistols – ‘Never Mind the Bollocks Here’s the Sex Pistols’ (1977)
04. The Stooges – ‘Funhouse’ (1970)
05. Gang of Four – ‘Entertainment!’ (1979)
06. Wire – ‘Pink Flag’ (1977)
07. Minutemen – ‘Double Nickels on the Dime’ (1984)
08. Black Flag – ‘Damaged’ (1981)
09. X – ‘Los Angeles’ (1980)
10. Nirvana – ‘Nevermind’ (1991)
11. The Buzzcocks – ‘Singles Going Steady’ (1979)
12. Patti Smith – ‘Horses’ (1975)
13. Hüsker Dü – ‘Zen Arcade’ (1984)
14. Sleater-Kinney – ‘Dig Me Out’ (1997)
15. New York Dolls – ‘New York Dolls’ (1973)
16. Descendents – ‘Milo Goes to College’ (1982)
17. Television – ‘Marquee Moon’ (1977)
18. Green Day – ‘Dookie’ (1994)
19. Bad Brains – ‘Bad Brains’ (1982)
20. X-Ray Spex – ‘Germfree Adolescents’ (1978)
21. Richard Hell and the Voidoids – ‘Blank Generation’ (1977)
22. Bikini Kill – ‘The Singles’ (1998)
23. Pere Ubu – ‘Terminal Tower’ (1985)
24. The Jam – ‘All Mod Cons’ (1978)
25. Mission of Burma – ‘Vs.’ (1982)
26. Flipper – ‘Generic’ (1982)
27. Minor Threat – ‘Complete Discography’ (1989)
28. The Germs – ‘(GI)’ (1979)
29. The Replacements – ‘Sorry Ma, Forgot to Take Out the Trash’ (1981)
30. Sonic Youth – ‘Evol’ (1986)
31. Yeah Yeah Yeahs – ‘Fever to Tell’ (2003)
32. The Misfits – ‘Walk Among Us’ (1982)
33. The Slits – ‘Cut’ (1979)
34. Joy Division – ‘Unknown Pleasures’ (1979)
35. Fugazi – ’13 Songs’ (1989)
36. Crass – ‘Penis Envy’ (1981)
37. Blink-182 – ‘Enema of the State’ (1999)
38. White Lung – ‘Deep Fantasy’ (2014)
39. Devo – ‘Q: Are We Not Men? A: We Are Devo!’ (1978)
40. Dead Kennedys – ‘Fresh Fruit for Rotting Vegetables’ (1980)

A matéria completa e os comentários sobre cada álbum, podem ser vistos no site da revista “Rolling Stone”, neste link: http://goo.gl/wGrxlk

Livro: “Blink-182: a biografia”

Autor: Joe Shooman
Editora: Edições Ideal
Título Original: “blink-182: The Bands, The Breakdown and The Return”
Tradutor: Tony Aiex
Ano de Lançamento: 2012

Sinopse da Editora

Mark, Tom e Travis chamaram a atenção do mercado da música com clipes extremamente criativos e polêmicos, com nus “artísticos”, sátiras a Britney Spears e outros famosos, e também colocando sorrisos na cara das pessoas, como há um bom tempo não se fazia nessa cena. Com a carreira consolidada, vieram assuntos mais sérios, discos mais escuros, a separação e o retorno, elementos que dão tons épicos e dramáticos para uma grande história.

O livro blink-182 – A Biografia traz um álbum com 25 fotos inéditas da banda, e narra toda a sua trajetória desde o surgimento na efervescente e divertida cena pop-punk na ensolarada Califórnia, passando pela assinatura de contrato com uma grande gravadora e a incontestável explosão nas paradas musicais. Relata ainda tudo sobre o hiato que a banda entrou durante um longo período, e sobre os projetos paralelos de seus membros, como as bandas +44, Box Car Racer, Transplants, Angels & Airwaves e as marcas Famous SAS, Atticus e Macbeth.

Clique aqui, e saiba mais no site da Edições Ideal.

– Clique aqui, e leia um trecho do livro.

Livro: “Rocks – Minha Vida Dentro e Fora do Aerosmith”

Autor: Joe Perry , David Ritz
Editora: Benvirá/Saraiva
Título Original: “Rocks: My Life in and Out of Aerosmith”
Ano de Lançamento: 2015

Sinopse da Editora

Antes de fazer shows em grandes arenas como integrante de uma das mais importantes e duradouras bandas de rock do mundo, Joe Perry era um garoto de classe média que vivia numa pequena cidade em Massachusetts, nos Estados Unidos. Nascido em 1950, ele idolatrava Jacques Cousteau, adorava passeios ao ar livre e seu grande sonho era ser biólogo marinho. Mas os vizinhos dos Perry tinham filhos adolescentes que tocavam guitarra… E o barulho que vinha da casa ao lado mudaria de vez sua vida.

A guitarra se tornou sua paixão, um objeto de desejo, uma válvula de escape para sua inquietação e sua alma rebelde. Logo, essa paixão se tornou uma obsessão, e ele montou uma banda. Uma noite, depois de um show, acabou conhecendo um músico jovem e barulhento chamado Steven Tallarico (futuramente, Steven Tyler); pouco tempo depois, nasceria o Aerosmith, na cidade de Boston. E tudo que aconteceu nos 45 anos seguintes é história: brigas homéricas entre os membros da banda, grandes quantidades de drogas e de bebida, internações em clínicas de reabilitação, estádios lotados, músicas de sucesso, disputas com empresários e reconciliações.

Recheado com mais de cem fotos, Rocks é o livro de memórias de uma vida que vai do topo do mundo ao fundo do poço – várias vezes. Fala de paixão e fama, persistência e companheirismo. Ao abordar sua incrível experiência ao lado dos colegas da banda, relata com uma sinceridade impressionante a intensa, porém conflituosa, relação com Tyler, oferecendo ao leitor um novo olhar a respeito de uma das mais importantes parcerias do rock. Além disso, fala dos momentos marcantes ao lado de nomes como Jimmy Page, Jeff Beck, Chuck Berry, Alice Cooper, Kiss, Slash e muitos outros. Ele nos leva aos bastidores de produção de todos os discos da banda e revela cenas inacreditáveis, como a aparição de Joe e Steven no filme Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles.

Cheio de humor, Rocks é um relato brutalmente honesto sobre a vida dentro e fora do Aerosmith. É também a história de um dedicado pai de família que sobreviveu em meio às pressões de um estilo de vida radical. Nas palavras do próprio Perry, ele conta tudo: “a história do sujeito solitário, a história da banda, a história da recuperação, a história cult, a história de amor, a história do sucesso, a história do fracasso, a história do renascimento, a história da outra destruição e a história do renascimento pós-destruição”.

– Leia e saiba mais no site da Benvirá. => https://goo.gl/DpHaQa

1 2 3 4 5 9