A banda “Backdrop Falls” lança clipe em homenagem as mulheres inspirado pela obra do Bad Religion.

A banda cearense de punk rock, Backdrop Falls, acaba de lançar o video-clipe de “Out of My mess”, faixa do disco “There’s no such place as home”, recém-lançado através do selo Electric Funeral Records.

O novo clipe foi concebido como sendo um espelho do vídeo da música “True North”, da banda Bad Religion. Os fans da banda californiana perceberão facilmente essa semelhança. O fato de contar com uma mulher como protagonista, registra a homenagem a todas a mulheres (punks ou não), mas que estão em luta diária para resistir a qualquer situação infeliz e a qualquer ambiente com preconceitos. O vídeo que inspirou o clipe utiliza cenas locais da Califórnia, logo, “Out of my mess” apresenta antigas bandas dos integrantes e eventos da cena local de Fortaleza, estado aonde grupo foi formado.

Confira aqui o clipe de “Out of My mess”:

Backdrop Falls vêm aos poucos conquistando seu espaço no cenário do rock nacional e internacional com seu último lançamento. A banda formada por Matheus Collyer (Matheus (voz/guitarra), Rafael Neutral (guitarra), Roger Capone (bateria) e Ilton Tiger (baixo), apresenta um disco sólido e com forte influência do punk rock californiano dos anos 90, e se destaca apresentando um dos melhores lançamentos da cena punk/hardcore de 2019.

O quarteto segue na promoção do seu full album com a proposta de lançar mensalmente quatro vídeos diferentes (um por semana), sendo um videoclipe, um ‘lyric video’, uma versão ao vivo (em estúdio) e uma versão acústica (voz e violão), e com shows ao redor do Brasil. A banda toca ao lado dos americanos do Face to Face dia 5 de julho no Órbita Bar, em fortaleza e se apresenta em duas edições do Garage Sounds 2019.
Backdrop Falls em breve lançará seu disco em digipack, k7 e vinil, em se prepara para uma tour latino-americana no final de 2019.

Conheça mais sobre a banda “Backdrop Falls” nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/backdropfalls
Instagram: https://www.instagram.com/backdropfalls/
Twitter: https://twitter.com/backdropfalls

(Fonte: Sylvia Sussekind, Electric Funeral Records)07
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***

Unindo grunge, noise, metal e psicodelia industrial, a banda curitibana “Noid” lança seu EP estreia.

(Foto: Banda Noid, por Henrique Thoms)

Em seu EP de estreia, “Life of Excesses“, a banda curitibana Noid repagina influências do rock alternativo com letras que refletem sobre as ansiedades modernas. O lançamento é do selo Forever Vacation Records e já está disponível nos principais serviços de streaming.

Clique aqui, e ouça o EP em sua plataforma de streaming preferida.

A banda é formada pelo multi-artista Marcelo Fiedler nas guitarras e vocais, Katherine Finn Zander no baixo e vocais e Bruno D. Piccolo na bateria. Fiedler começou a trabalhar nas demos em 2017 e no começo do ano passado apresentou para Zander. Focando no projeto desde o segundo semestre de 2018, eles divulgaram o clipe e single “Leech” em dezembro e recentemente, lançaram um claustrofóbico clipe para  “Unsun”.

“O nome do EP vem do conceito onde vivemos na base de excessos, o ser humano por si só é altamente viciado por natureza. Falamos sobre o flerte com o desgaste e a autodestruição desde o momento de nascença pois, todos começamos como uma mídia virgem, consumindo a vida enquanto ela nos consome, logo terminamos como carcaças calejadas cheias de conteúdo e obsoletas no fim da vida”, reflete Marcelo.

A arte da capa do EP, que conta com cinco faixas,  traz a ideia de excessos em múltiplas camadas de compreensão. Passa por pintura, fotografia e meios digitais, em sobreposição de símbolos e ícones, como a Medusa de Caravaggio sobre a imagem de uma criança sem olhos. “Todas elas juntas falam sobre a dualidade de diferentes personalidades em um ser só, a calmaria imposta por convívio social e a crise da psique por dentro, o que condiz muito com a sonoridade da banda”, completa Fiedler.

Clique aqui, e veja outros clips e matérias da banda “Noid”.

Artista: Noid
Álbum: Life of Excesses (EP)
Data de lançamento: 28/06/2019
Gravadora: Forever Vacation Records

“Life of Excesses” está disponível em todos os principais serviços de streaming de música e conta com a mixagem de Luiz Sadaiti e masterização de Danilo Machado Akadindo.

Ouça no Spotify:

Conheça mais sobre a banda “Noid” nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/noidadenoid
Instagram: https://www.instagram.com/noidadenoid/

 

(Fonte: Nathália Pandeló Corrêa, Assessoria de imprensa)
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***

A banda paulista “The Mönic” lança “Deus Picio”, seu esperado álbum de estreia.

(Foto: Banda The Mönic, por Marcelle Buarque Stavale)

Já está disponível em todas as plataformas digitais, “Deus Picio” (Deck), o primeiro álbum da The Mönic, destaque do rock nacional da atualidade. Com sete faixas, o registro inclui os singles “Mexico” e “Just Mad”, que têm clipes disponíveis no YouTube, e “Maldizer”, cujo vídeo será lançado em breve.

Gravado ao longo de 2019 no Estúdio Aurora (São Paulo), com produção e mixagem da própria banda, Carlos Eduardo Freitas e Aécio Oliveira, esse é o primeiro disco do quarteto, que já havia lançado, em 2018, as músicas “High” e “Buda”. Formada por Alê Labelle (guitarra e vocais), Dani Buarque (guitarra e vocais), Joan Bedin (baixo) e Daniely Simões (bateria), a The Mönic é fortemente influenciada pelo grunge garage rock, fazendo um som pesado e direto.

Clique aqui, e veja os clipes e outras matérias sobre a banda no Canal do Rock.

Artista: The Mönic
Álbum: Deus Picio
Data de lançamento: 28/06/2019
Gravadora: Deck

Ouça o álbum no Spotify

O show de lançamento de “Deus Picio” será no Centro Cultural São Paulo, no dia 13 de julho, Dia Mundial do Rock. Na ocasião, a banda se apresentará na sala Adoniran Barbosa junto ao Violet Soda. A apresentação começa às 19h.

Serviço:  The Mönic – Lançamento de “Deus Picio”

Participação especial: Banda Violet Soda / Data: 13 de julho (sábado)

Local: Centro Cultural São Paulo – Sala Adoniran Barbosa
Endereço: Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso – São Paulo/SP

Abertura da casa: 18h / Show: 19h / Ingresso: R$ 25 (inteira)

 

Conheça mais sobre a banda “The Mönic” nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/themonicband/
Instagram: https://www.instagram.com/TheMonicband/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCYFqWqzK77U8C7VmbyHfnnQ
Twitter: https://twitter.com/TheMonicBand

(Fonte: Batucada Comunicação)
*** Canal do Rock, por Marcelo Vasconcelos. ***

Livro: “Novo Aeon, Raul Seixas no torvelinho de seu tempo”

Autor: Vitor Cei
Editora: Mondrongo
Ano de Lançamento: 2010 (2º Edição – 2019)

Release

A segunda edição do livro “Novo Aeon: Raul Seixas no torvelinho de seu tempo”, de Vitor Cei, foi publicada pela editora baiana Mondrongo.

Vitor Cei, doutor em Estudos Literários e professor do Departamento de Línguas e Letras da Universidade Federal do Espírito Santo, explica que o livro estuda a utopia da Sociedade Alternativa apresentada por Raul Seixas em suas músicas. A doutrina do Novo Aeon, Nova Era, foi elaborada pelo escritor inglês Aleister Crowley na obra “Os Livros Sagrados de Thelema”, traduzida por Vitor Cei e publicada pela editora Madras em 2018. As ideias de Crowley foram muito influentes na contracultura das décadas de 1960 e 1970, impulsionando trajetórias existenciais de grande força contestatória, de artistas como Raul Seixas, que acompanhou o movimento alternativo e lançou sua música à condição de espírito do seu tempo.

Vitor Cei analisa a discografia de Raul Seixas à luz da multiplicidade de problemas que formam nossa experiência cultural. O autor pontua, nas músicas do Raul, as ressonâncias das questões que animaram o torvelinho do seu tempo: autoritarismo, censura, desbunde, contracultura, ocultismo, indústria cultural, melancolia e niilismo.

Análise

Sérgio da Fonseca Amaral, professor do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFES, escreve na apresentação da obra que “o leitor encontrará no texto de Vitor uma elaborada e intrincada análise de um músico com sua época; de um músico agonístico, engajado na busca de transformar a percepção apostando em métodos por vezes pouco ortodoxos. Assim, o trabalho faz circunvolução em torno de um artista, mas, ao fazer isso, perscruta um país, uma época e um mundo em formação”.

Wilberth Salgueiro, diretor da Editora da UFES e professor do Programa de Pós-Graduação em Letras, afirma no posfácio que “este estudo de Vitor vem em boa hora: muito além da celebração, é um convite à cerebração. Em síntese, este livro aciona em nós os prazeres de pensar música e história – ao som, alto e bom som, de Raul Seixas”.

O autor acredita que a pesquisa já terá sido frutífera se for capaz de estimular a escuta da obra de Raul Seixas, trazendo à reflexão os problemas políticos, existenciais e socioculturais que marcaram seu tempo, num questionamento das conexões entre produção cultural e vida social, detectando, ampliando e registrando alguns problemas do Brasil. Ele espera que cada leitura conduza a outros desdobramentos possíveis, apontando para novos problemas e facetas da nossa experiência cultural múltipla.

Sobre o autor

Vitor Cei Santos nasceu em Vitória no dia 02 de maio de 1983. É doutor em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com doutorado sanduíche na Universidade Livre de Berlim, com mestrado em Letras pela Universidade Federal do Espírito Santo. Trabalha como professor do Departamento de Línguas e Letras da UFES.

Mais informações sobre o evento de Lançamento de “Novo Aeon: Raul Seixas no torvelinho de seu tempo”.
Leia e saiba mais no site da “Editora Mondrongo”.

Fonte: Vitor Cei e Editora Mondrogo

1 2 3 4 73